Licenciatura em Estudos Europeus

Objetivos do Curso

O Ciclo de estudos proposto visa a oferta de um programa interdisciplinar de Estudos Europeus, com incidência em núcleos temáticos estruturantes desta área de estudos, nomeadamente quanto ao processo de integração europeia e aos sistemas internacionais. O plano de estudos que o compõe introduz, por um lado, um conjunto articulado de unidades curriculares que visam a aquisição de conhecimentos mais abrangentes e propedêuticos, e, por outro, e sobretudo, o aprofundamento de conteúdos mais específicos, mas que não se traduzem numa especialização, reservada a estudos pós-graduados, no âmbito dum segundo ciclo sequencial.
Pretende-se que os estudantes adquiram competências sólidas na área dos Estudos Europeus – possibilitando, não só, a capacidade de saber comunicar, recriar e aplicar os conhecimentos e saber encontrar as soluções para os problemas específicos colocados na referida área, mas também de pensar os problemas de modo global e de exercer autonomia intelectual e espírito crítico.

Condições de Acesso e Ingresso

Uma das seguintes provas: Filosofia (06) ou História (11) ou Português (18). Classificações Mínimas Nota de Candidatura: 95 pontos. Provas de Ingresso: 95 pontos. Fórmula de Cálculo: Média do secundário: 50%; Provas de ingresso: 50%.

A informação disponibilizada não dispensa a consulta à página da Direção Geral do Ensino Superior (DGES) e/ou a página dos Candidatos. Consultar página web da DGES e dos Candidatos

Saídas Profissionais

Instituições europeias e internacionais; Administrações públicas; Diplomacia, quadros ou peritos do Ministério dos Negócios Estrangeiros e de outras estruturas do aparelho de Estado; Ensino, formação e investigação; Associações Empresariais e Sindicais; Câmaras Municipais; Associações de Desenvolvimento Local e Regional; Empresas de Consultoria; Empresas de Comunicação Social.

Regime de Estudo

Presencial

Língua(s) de Aprendizagem / Avaliação

Língua Portuguesa

Regras de Avaliação

Sendo a avaliação uma atividade pedagógica indissociável do ensino, destina-se a apurar as competências e os conhecimentos adquiridos pelos estudantes, o seu espírito crítico, a capacidade de enunciar e de resolver problemas, bem como o seu domínio da exposição escrita e oral. São admitidos a provas de avaliação os estudantes inscritos nas respetivas unidades curriculares no ano letivo a que as provas dizem respeito e, simultaneamente, inscritos nessas provas, quando tal inscrição for necessária, nos termos do nº 6 do artigo 4º do Regulamento Pedagógico da Universidade de Coimbra. Entendem-se por elementos de avaliação os seguintes exemplos: Exame escrito ou oral, testes, trabalhos escritos ou práticos, bem como projetos, individuais ou em grupo, que poderão ter de ser defendidos oralmente e a participação nas aulas. A avaliação de cada unidade curricular pode incluir um ou mais dos elementos de avaliação indicados anteriormente. A classificação de cada estudante, para cada unidade curricular, traduz-se num valor inteiro compreendido entre 0 e 20 valores e consideram-se aprovados os estudantes que obtiverem a classificação final mínima de 10 valores. Sempre que a avaliação de uma unidade curricular compreenda mais do que um elemento de avaliação, a nota final é calculada a partir das classificações obtidas em cada elemento de avaliação, através de uma fórmula tornada pública na ficha anual de unidade curricular, nos termos do nº 2 do artigo 7º do RPUC.

Objetivos da Aprendizagem e Competências a Desenvolver

Prepara os estudantes para pensar a Europa como processo histórico e cultural (história geral da Europa e matrizes culturais, processo histórico da integração europeia) e como conjunto geopolítico (território e população, crises e conflitos, relações, sistemas e orgânicas internacionais), fornecendo tanto instrumentos de natureza propedêutica (no âmbito da economia e da ciência política) como quadros de reflexão teórica (teoria e filosofia políticas, ideias de Europa) e como conhecimentos práticos associados aos diferentes vetores da chamada construção europeia (história, sistema político, ordenamento jurídico, governação económica, políticas, relações externas da União Europeia).
Sem subestimar a dimensão da cidadania nacional e europeia (participação de Portugal na Europa e na União Europeia, cidadania e direitos humanos), pretende-se conciliar a aquisição de competências formativas gerais com formação mais específica, com incidência substantiva no processo da construção europeia.

Coordenador(es) do Curso

Dina Sofia Neves Sebastião
uc37631@uc.pt

Isabel Anunciação Ferraz Camisão
isabelc@fl.uc.pt

Coordenador de mobilidade

Dina Sofia Neves Sebastião
uc37631@uc.pt

Reconhecimento da Aprendizagem Prévia

De acordo com o Regulamento de Creditação de Formação Anterior e de Experiência Profissional da Universidade de Coimbra.

Enquadramento Legal da Qualificação

A qualificação tem enquadramento no Decreto-Lei nº 74/2006 de 24 de março, na redação atual; Portaria nº 782/2009, de 23 de julho.

Requisitos para Obtenção da Qualificação

Obtenção de aproveitamento a um conjunto de unidades curriculares que perfaçam um total de 180 ECTS.

Acesso a um Nível de Estudos Superior

A qualificação dá acesso a formação de nível superior, nomeadamente a estudos de segundo ciclo.

Plano de Estudos

Percursos
Estudos Europeus
Variante com Menor

Ano lectivo
2018-2019

Tipo de Curso
1º Ciclo - Licenciatura

Código DGES: 9135

Qualificação Atribuída: Licenciado

Duração: 6 Semestre(s)

Créditos ECTS: 180.0


Candidaturas

Avisos de Abertura


Calendário

1º Semestre
Data de início: 10-09-2018
Data de fim: 20-12-2018
2º Semestre
Data de início: 04-02-2019
Data de fim: 30-05-2019

Acreditações

Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior
2015-07-17 a 2021-07-16
Direcção Geral de Ensino Superior
2015-07-17