Sistemas Ubíquos

Ano
4
Ano lectivo
2020-2021
Código
02000277
Área Científica
Engenharia Biomédica
Língua de Ensino
Português
Outras Línguas de Ensino
Inglês
Modo de Ensino
Presencial
Duração
Semestral
Créditos ECTS
6.0
Tipo
Opcional
Nível
2º Ciclo - Mestrado

Conhecimentos de Base Recomendados

Sendo esta uma disciplina em que convergem várias áreas de competências – programação, análise de dados, protocolos de comunicação, entre outras – faz recurso transversal dos conhecimentos adquiridos no primeiro ciclo de um curso superior na área de engenharia informática ou ciências da computação.

Métodos de Ensino

Metodologias de ensino:

- Desenvolvimento de um projeto de sistema ubíquo;

- conjuntos de diapositivos compreendendo as várias matérias abordadas;

- sistemas de demonstração (nomeadamente os que foram desenvolvidos em anos anteriores);

- hardware específico usado na disciplina.

O Projecto envolve as seguintes fases avaliadas ao longo do semestre:

- proposta de projecto;

- defesa intercalar;

- defesa final no contexto da workshop da disciplina e perante uma audiência externa;

- documento técnico ou artigo científico (quando aplicável).

Resultados de Aprendizagem

A computação ubíqua realiza a visão de Mark Weiser - ―a physical world richly and invisibly interwoven with sensors, actuators, displays’ and computational elements, embedded seamlessly in the everyday objects of our lives and connectedthrough a continuous network‖.

A computação ubíqua é uma área integradora de várias competências – programação, inteligência artificial, sistemas de informação, redes, e outras.

Nesta disciplina são adquiridos os conhecimentos necessários à concepção e desenvolvimento de sistemas ubíquos e à sua integração com os sistemas de informação existentes. É dada especial atenção às metodologias de posicionamento, representação de lugares e percepção de contexto, privacidade e segurança e avaliação de sistemas ubíquos.

Estágio(s)

Não

Programa

Visão proposta por Mark Weiser. Percepção de contexto, pro-atividade e o computador móvel como representante do utilizador. Aplicações: computação urbana, energia para a sustentabilidade, governação participativa, agricultura de precisão. Computação pós-PC: Cercados de poder computacional e de dados, oportunidades e implicações; interfaces gráficos para os interfaces ubiquos; redes de sensores; sensorização oportunística; dados a partir de multidões; segurança e privacidade. Posições/lugares. Metodologias e sistemas de posicionamento. Representação de lugar, percepção de contexto. Estudos de campo. Desenho. Participantes. ―Mastigação‖ de dados. Dados e pré-processamento. Algoritmos de classificação, agrupamento e análise de séries temporais. Modelação comportamental. Necessidades, atividades, utilização do espaço, mobilidade individual, questões de privacidade e segurança. Soluções técnicas. Cidades inteligentes sustentáveis, energia para a sustentabilidade, agricultura de precisão.

Métodos de Avaliação

Avaliação
Exame: 50.0%
Projecto: 50.0%

Bibliografia

Ubiquitous Computing Fundamentals, Edited by John Krumm, CRC Press

Location-based services - Fundamentals and operation, Axel Kupper, Wiley

Papers from Journal in the area that will be available along the courseOther papers:

Mark Weiser, 1991. The Computer for the Twenty-First Century. Scientific American, pp. 94-10, September 1991.

Wei Li, 2003. A Service Oriented SIP Infrastructure for Adaptive and Context-Aware Wireless Services. ACM 1-58113-826.

Peter Ruppel, Georg Treu, Axel Kuper, Claudia Linnhoff-Popien, 2006. Anonymous User Tracking for Location-Based Community Services. LoCA 2006: 116-133

Francisco C Pereira, 2007. YouTrace. Take off 28 April 2007, Coimbra (http://takeoff.ideias3.com/apresentacoes/YouTrace.pdf , last visited Jan 11, 2007)