Interpretação Geofísica de Estruturas Geológicas

Ano
1
Ano lectivo
2023-2024
Código
02041926
Área Científica
Geologia
Língua de Ensino
Português
Modo de Ensino
Presencial
Duração
Semestral
Créditos ECTS
6.0
Tipo
Opcional
Nível
2º Ciclo - Mestrado

Conhecimentos de Base Recomendados

Geologia Estrutural; Estratigrafia; Geofísica; Geofísica Aplicada.  

Métodos de Ensino

-Aulas teóricas com exposição detalhada, com recurso a meios audiovisuais, espalhadas ao longo do semestre, em sintonia com as aulas práticas;

-Resolução de exercícios teórico-práticos relativos às temáticas abordadas;

-Resolução de exercícios práticos com suporte informático. 

Resultados de Aprendizagem

1. Identificar as principais estruturas geológicas;

2. Reconhecer a aplicação dos métodos de prospecção geofísica no estudo de estruturas geológicas

3. Reconhecer e compreender os princípios físicos dos métodos de prospecção geofísica

4. Modelar dados de prospecção geofísica e identificar e interpretar estruturas geológicas

5. Saber seleccionar o(s) método(s) de prospecção geofísicos e a malha de amostragem mais adequados a cada situação

6. Saber correlacionar os modelos geofísicos com os modelos geoestruturais

7. Reconhecer a existência de ambiguidades na interpretação dos modelos geofísicos/estruturais

8. Saber comunicar, de forma escrita e oral, informação relativa a exemplos de estruturas geológicas e métodos de processamento de dados e interpretação geofísica, utilizando fontes bibliográficas e metodologias de análise adequadas

9. Compreender as características geológicas das bacias sedimentares e dos métodos geofísicos utilizados no seu estudo.  

Estágio(s)

Não

Programa

1. Estruturas geológicas e contextos

1.1. Não tectónicas  

1.2. Tectónicas

1.3. Evaporíticas

2. Reflexão Sísmica

2.1. Aplicação

2.2. Aquisição de dados 2D e 3D

2.3. Tratamento de dados

2.4. Interpretação sismostratigráfica e estrutural

2.5. Construção e interpretação de cartas de isóbatas e isópacas

2.6. Ambiguidade da interpretação

3. Gravimetria

3.1. Aplicação

3.2. Princípios e instrumentos

3.3. Medições do campo gravítico e reduções

3.4. Interpretação e modelação de dados gravimétricos

3.5. Ambiguidade da interpretação.

4. Magnetometria

4.1. Aplicação

4.2. Campo magnético terrestre

4.3. Suscetibilidade magnética das rochas

4.4. Medidas de campo magnético e de gradiente magnético

4.5. Efeitos magnéticos de corpos de geometria simples

4.6. Interpretação de dados

Diagrafias

5.1. Aplicação

5.2. Tipologia: elétricas; radiométricas; sísmicas; de indução; magnéticas.  

Docente(s) responsável(eis)

Eduardo Ivo Cruzes do Paço Ribeiro Alves

Métodos de Avaliação

Avaliação
Relatório de seminário ou visita de estudo: 10.0%
Trabalho laboratorial ou de campo: 15.0%
Mini Testes: 20.0%
Resolução de problemas: 20.0%
Exame: 35.0%

Bibliografia

Bruin, G., Huck, A. & Bouanga, 2010. Introdução ao OpendTect. Trad. e adapt. E. I. Alves. 109pp. DCT-FCTUC.

Henry, G., 1997. Geophysics For Sedimentary Basins. Éd. Technip, Paris, França

Lowrie, W., 2007. Fundamentals of Geophysics, Cambridge Eds

 Jackson, M., Roberts, D., Snelson, S. (Ed), 1996. Salt Tectonics: A Global Perspective. AAPG Mem. 65, 41-60

 Mitchum, R., Jr., Vail, P., 1977. Seismic Stratigraphic Interpretation Procedure. C. Payton (Ed). AAPG Mem. 26, 135-143

Mohriak, W., Szatman, P., Anjos, S., 2008. Sal. Geologia e Tectônica. Exemplos nas Bacias Brasileiras. Beca Ed. Ltda

Nettleton, L., 1991.  Elementary Gravity And Magnetics For Geologists And Seismologists. Monograph S.1, Society Of Exploration Geophysicists, Tulsa, E.U.A.

 Schoeffler, J., 1975. Gravimétrie Appliquée Aux Recherces Struturales Et A La Prospection Pétrolière Et Minière. Éd. Technip, Paris

Vera Torres, J., 1994. Estratigrafia. Princípios Y Métodos. Editorial Rueda, Madrid