Arte no Tempo das Catedrais

Ano
0
Ano lectivo
2018-2019
Código
01012487
Área Científica
Área Científica do Menor
Língua de Ensino
Português
Modo de Ensino
Presencial
Duração
Semestral
Créditos ECTS
6.0
Tipo
Opcional
Nível
1º Ciclo - Licenciatura

Conhecimentos de Base Recomendados

NA

Métodos de Ensino

As aulas decorrerão sob a forma teórico-prática. A apresentação dos conteúdos programáticos será acompanhada pela análise de imagens e, ocasionalmente, textos, em cuja problematização os alunos estarão envolvidos. Sempre que possível, desenvolver-se-á trabalho prático, através de visitas de estudo e do contacto com espaços e obras de referência.

Resultados de Aprendizagem

A unidade curricular tem em vista a estruturação de um percurso pela arte desenvolvida ao longo do período tradicionalmente convencionado como Gótico, numa cronologia que se estende entre os séculos XII e XVI. Numa abordagem abrangente e inclusiva das várias influências e expressões artísticas que criaram o mundo gótico - que foca as especificidades da realidade portuguesa de forma inclusiva, sem fazer dela consequência, resíduo ou complemento das concretizações europeias -  pretende-se que os alunos sejam capazes de identificar e compreender as características fundamentais da cultura artística em estudo, os contextos geográficos, históricos e culturais do seu desenvolvimento e respectivas obras e, também, autores de referência. Ao fomentar uma abordagem crítica, apoiada em referências bibliográficas permanentemente actualizadas, pretende-se ainda que os alunos sejam capazes de questionar a construção historiográfica dos próprios conceitos de “arte medieval” e “arte gótica”.

Estágio(s)

Não

Programa

I. A Arte no Tempo das Catedrais

    1. problematização: arte medieval e medievalismos

    2. contexualização: economia, política e sociedade; cultura, ciência e pensamento

    3. caracterização: domínios artísticos, conceitos, terminologia

 

II. O(s) humanismo(s) gótico(s)

    1. formulação, experimentação e difusão do opus francigenum

    2. a vida de uma catedral: projecção, construção, activação

    3. modalidades de leitura da imagem gótica: entre a alegoria e a ontologia

    4. as divergências estéticas no repensamento da arte: Cluny e Cister

    5. a eficácia mendicante: a persuasão do gótico

    6. a construção da urbanidade e a secularização da produção artística

    7. variações geográficas e movimentações internacionais

    8. o homem, a natureza, o imaginário

 

III. O (re)nascimento das Catedrais: romantismo e neomedievalismo

    1. a reinvenção do gótico: historiografia, restauro, revivalismo.

Docente(s) responsável(eis)

Joana Filipa da Fonseca Antunes

Métodos de Avaliação

Avaliação final
Exame: 100.0%

Avaliação contínua
Trabalho de investigação: 50.0%
Frequência: 50.0%

Bibliografia

ALMEIDA, Carlos Alberto Ferreira de, BARROCA, Mário Jorge, História da Arte em Portugal: o Gótico, Lisboa, Presença, 2001.

 

CAMILLE, Michael, Gothic art: glorious visions, New York, Abrams, 1996.

 

COLOMBIER, Pierre du, Les chantiers des cathédrales : ouvriers, architectes, sculpteurs, Paris, Picard, 1992.

 

DUBY, Georges, O Tempo das Catedrais:a arte e a sociedade (980-1420), Lisboa, Estampa

 

ECO, Umberto, Arte e Beleza na Estética Medieval, Lisboa, Presença, 1989.

 

ERLANDE-BRANDENBURG, Alain, La Révolution Gothique, Paris, Picard, 2012.

 

FOCILLON, Henri, Arte do Ocidente: A Idade Média Românica e Gótica, Lisboa, Estampa, 1980.

 

PEREIRA, PAULO, A arquitectura Gótica, Arte Portuguesa dir. Dalila Rodrigues, vol.3,Porto, FUBU, 2009.

 

PASTOUREAU, Michel, Une histoire symbolique du Moyen Âge occidental, Paris, Éditions du Seuil, 2004.

 

RECHT, Roland, Le croire et le voir : l’art des cathédrales, XIIe-XVe siècle, Paris, Gallimard, 1999.