Arqueologia do Património Industrial

Ano
0
Ano lectivo
2018-2019
Código
01010993
Área Científica
Área Científica do Menor
Língua de Ensino
Português
Modo de Ensino
Presencial
Duração
Semestral
Créditos ECTS
6.0
Tipo
Opcional
Nível
1º Ciclo - Licenciatura

Conhecimentos de Base Recomendados

NA

Métodos de Ensino

A disciplina funcionará em regime teórico-prático: apresentação de conteúdos, esclarecimento de dúvidas e orientação de tarefas pelo professor; apresentação e debate de comentários e tarefas pelos estudantes.

Resultados de Aprendizagem

Visa-se divulgar as características desta área de conhecimento da cultura material das sociedades contemporâneas e de intervenção no âmbito do património cultural e natural; formar para a utilização das respetivas metodologias; chamar a atenção para as suas potencialidades enquanto tecnologia utilizável a partir de diferentes perspetivas e interesses; alertar para a urgência e as vantagens de uma postura mais ativa e sistemática de defesa e de rentabilização do património industrial.

Poder-se-ao adquirir capacidades investigação sobre a cultura material das sociedades contemporâneas; de colaboração com outros saberes em projetos de arqueologia industrial; de reconhecimento da existência e das virtualidades do património industrial; de ligação a áreas como o planeamento urbanístico e do território, a cultura organizacional e o marketing, a museologia e a divulgação cultural, o ensino e a formação, o turismo cultural e a revitalização de zonas ou sectores económicos em crise.

Estágio(s)

Não

Programa

1. Natureza e antecedentes, contexto de afirmação e processo de evolução da arqueologia industrial.

2. Características e âmbito, documentação e metodologias da arqueologia industrial.

3. Algumas noções básicas acerca das características e da cultura material das sociedades contemporâneas.

4. Património cultural e património natural: identidade e memória.

5. Noções e função social do património industrial: legislação, enquadramento institucional e prática social.

6. Associativismo de defesa do património (cultural e natural) e património industrial.

7. Arqueologia industrial, ensino e formação, divulgação científica e animação cultural.

8. Património industrial, arquitetura, planeamento urbanístico e do território.

9. Museologia, nova museologia e património industrial.

10. Turismo cultural e património industrial.

11. Património industrial, actividade económica e regulação social.

12. Arqueologia industrial, desenvolvimento sustentável e aprofundamento da democracia.

Docente(s) responsável(eis)

João Paulo Cabral de Almeida Avelãs Nunes

Métodos de Avaliação

Avaliação continua
Exame escrito - e, eventualmente, prova oral -, recensão crítica (tarefas obrigatórias); participação informal nas aulas, preparação e apresentação de temas, realização de trabalhos de investigação bibliográfico-documental, organização de conferências-debate e de visitas de estudo, etc. (tarefas facultativas).: 100.0%

Avaliação Final
Exame: 100.0%

Bibliografia

ANDRIEUX, Jean-Yves, Le patrimoine industriel, Paris, PUF, 1992.

BELTRAN, Alain e RUFFAT, Michèle, Culture d'entreprise et histoire, Paris, Les Éditions d'Organisation, 1991.

BRITO, José Maria Brandão de e outros (coord.), Engenho e obra. Uma abordagem à história da engenharia em Portugal no século XX, Lisboa, Publicações Dom Quixote, 2002.

Um código de urbanismo para Portugal? Actas, Coimbra, Livraria Almedina, 2003.

1º Encontro Internacional sobre Património Industrial e sua Museologia. Comunicações, Lisboa, EPAL, 2000.

I Encontro Nacional sobre o património industrial, 2 volumes, Coimbra, APAI/Coimbra Editora, 1989/1990.

GREFFE, Xavier, La valeur économique du patrimoine. La demande et l'offre de monuments, Paris, Economica, 1990.

GUILLAUME, Marc, A política do património, Porto, Campo das Letras, 2003.

MIRANDA, Jorge e outros (coord.), Direito do património cultural, Oeiras, INA, 1996.

TOMÉ, Miguel, Património e restauro em Portugal (1920-191995), Porto, FAUP Publicações, 2002.