Arqueologia Medieval Peninsular

Ano
0
Ano lectivo
2018-2019
Código
01010929
Área Científica
Área Científica do Menor
Língua de Ensino
Português
Modo de Ensino
Presencial
Duração
Semestral
Créditos ECTS
6.0
Tipo
Opcional
Nível
1º Ciclo - Licenciatura

Conhecimentos de Base Recomendados

NA

Métodos de Ensino

Aulas teórico-práticas, com recurso a PowerPoint. Algumas aulas terão um caráter mais prático, com base na análise de textos (indicados na primeira aula), perspetivando-se debates temáticos.

Resultados de Aprendizagem

Objetiva-se introduzir os alunos na reflexão sobre a investigação em Arqueologia Medieval, numa perspetiva crítica dos processos de transformação sócio-culturais e espaciais / territoriais, entre a Antiguidade tardia / época suevo – visigótica, período islâmico e reconquista (formação dos reinos cristãos peninsulares).

Devem obter-se os conhecimentos básicos, teóricos e práticos, em temas e problemas diversos, como sejam os da arqueologia dos espaços religiosos e funerários, dos espaços urbanos, da castelologia e das formas de povoamento rural, numa análise sincrónica e diacrónica. Pretende-se criar-lhes competências para a análise de estruturas e contextos estratigráficos, incentivando-os para o estudo e interpretação das particularidades / diversidades arqueológicas patentes na Península Ibérica durante a época medieval.

Estágio(s)

Não

Programa

1. Introdução à Arqueologia Medieval

1.1. A história da investigação, conceitos e metodologias de estudo

1.2. Âmbitos cronológicos, espaciais e culturais

1.2.1. Das invasões germânicas à unificação visigótica

1.2.2. Da formação de al-Andalus à reconquista

1.2.3. A formação dos reinos cristãos peninsulares

2. Espaços religiosos e funerários

2.1. Os edifícios religiosos e os cemitérios cristãos

2.2. Os edifícios religiosos e os cemitérios islâmicos

3. Espaços urbanos

3.1. A cidade da Antiguidade tardia e época visigótica

3.2. A cidade islâmica

3.3. A cidade da reconquista

4. Espaços e recintos fortificados

4.1. As fortificações entre a Antiguidade tardia e a Idade Média

4.2. As fortificações islâmicas

5. Formas de povoamento rural

5.1. O povoamento rural tardo-antigo e altomedieval

5.2. Os aglomerados rurais islâmicos

5.3. Transformações no povoamento decorrentes da reconquista.

Docente(s) responsável(eis)

Helena Maria Gomes Catarino

Métodos de Avaliação

Avaliação 2
Um teste escrito (frequência) e uma recensão bibliográfica (tarefas obrigatórias); participação nas aulas e em debates sobre temas previamente indicados; trabalho prático opcional, de investigação bibliográfico-documental: 100.0%

Avaliação 1
Trabalho de síntese: 25.0%
Frequência: 75.0%

Bibliografia

AA.VV., 1998 – Portugal Islâmico. Os últimos sinais do Mediterrâneo; Lisboa.

AA.VV., 2007 – Al-ândalus. País de Ciudades. Toledo.

CABALLERO, L. et al (Ed.), 2009 – El Siglo VII Frente al Siglo VII: Arquitectura, Madrid.

CATARINO, H., 1997/98 - O Algarve Oriental durante a ocupação islâmica - povoamento e recintos fortificados, 3 vols., Al-’Uliã, nº 6, Loulé.

FERNANDES, I. C. F. (Coord.), 2002 – Mil anos de fortificações na Península Ibérica e no Magreb (500-1500), Palmela.

GONÇALVES, Mª J. (Coord.), 2009 – Xelb 9. Actas do 6º Encontro de Arqueologia do Algarve. O Gharb no al-Andalus: síntese e perspectivas de estudo. Silves.

IZQUIERDO BENITO, R., 2008 – La cultura material en la Edad Media. Perspectivas desde la Arqueología, Granada.

LÓPEZ QUIROGA, J., 2009 – Arqueología del habitat rural en la Península Ibérica (siglos V al X). Madrid.

OLMO ENCISO, L. (Ed. Científico), 2008 - Recópolis y la ciudad en la época visigoda. Zona Arqueológica, Alcalá de Henares.