Temas de Investigação em Psicologia Forense

Ano
4
Ano lectivo
2019-2020
Código
02018145
Área Científica
Psicologia
Língua de Ensino
Português
Modo de Ensino
Presencial
Duração
Semestral
Créditos ECTS
4.0
Tipo
Obrigatória
Nível
2º Ciclo - Mestrado

Conhecimentos de Base Recomendados

NA

Métodos de Ensino

Métodos de ensino:

Aulas expositivas; análise e discussão de artigos científicos.

 

Método de avaliação:

Frequências (50%) e trabalho individual (50%) que consiste na elaboração de um miniprojecto de investigação sobre uma questão relacionada com os temas de investigação que integram o programa da unidade curricular.

Resultados de Aprendizagem

Objectivos:

- Conhecer temas actuais de investigação no campo da Psicologia Forense

- Conhecer métodos e procedimentos de investigação utilizados em Psicologia Forense

- Analisar implicações dos resultados da investigação para a prática psicológica forense

 

Competências:

- Ser capaz de implementar procedimentos de investigação com o propósito de procurar esclarecer questões com interesse para a Psicologia Forense

- Saber comunicar por escrito conteúdos de investigação neste âmbito

Estágio(s)

Não

Programa

Detecção do engano e validação de testemunhos: técnicas específicas (Statement Validity Assessment, Reality Monitoring, técnicas poligráficas), mecanismos (emocionais, complexidade cognitiva e controlo) e variáveis de personalidade e contextuais.

 

Memória de acontecimentos e de pessoas no contexto do testemunho ocular: memórias falsas; sugestionabilidade interrogativa; procedimentos de identificação e evocação de faces; entrevista cognitiva.

Simulação, exagero de sintomas e esforço reduzido em Neuropsicologia Forense: investigações em contextos médico-legal e prisional.

 

Abordagens desenvolvimentais da conduta criminal, com ênfase nos seguintes tópicos: desenvolvimento cognitivo, maturidade social e responsabilidade criminal; doença mental, consumo de droga, delinquência; implicações para a justiça de menores.

 

Psicopatia: da abordagem tradicional aos novos instrumentos de avaliação; psicopatia infantil e juvenil: investigação actual, análise crítica e novos modelos de compreensão.

Docente(s) responsável(eis)

Maria Salomé Ferreira Estima Pinho

Métodos de Avaliação

Avaliação
Trabalho de investigação: 50.0%
Frequência: 50.0%

Bibliografia

Cliford, B. R., & Bull, R. (2017), The psychology of person identification (vol. 6). Oxford: Routledge.

 

Fonseca, A. C. (2010) (Ed). Crianças e adolescentes (pp.595-634). Coimbra: Almedina.

 

Lampinen, J. M., Neuschatz, J. S., & Cling, A.D. (2012). The psychology of eyewitness identification. Hove: Psychology Press.

 

Morizot, J., &  Kazemian, L. (2015) (Eds.), The development of criminal and antisocial behavior.  Dordrecht: Springer.

 

Rogers, R. (2012). Clinical assessment of malingering and deception (3rd ed.). New York: Guilford.

 

Rosenfeld, B., & Penrod, S. D. (2011) (Eds.), Research methods in forensic psychology. New York: Wiley.

 

Salekin, R., & Lynam, D. (Eds) (2010). Handbook of child and adolescent psychopathy. London: Guilford.

 

Toglia, M. P., Read, J. D., Ross, D. F., & Lindsay, R. C. L. (2007) (Eds.), The handbook of eyewitness psychology (vol. I and II). Mahwah, NJ: Erlbaum

 

Vrij, A. (2008). Detecting lies and deceit: Pitfalls and opportunities (2nd ed.). Chichester: Wiley