Modelos e Programas de Intervenção com Vítimas

Ano
4
Ano lectivo
2019-2020
Código
02018128
Área Científica
Psicologia
Língua de Ensino
Português
Modo de Ensino
Presencial
Duração
Semestral
Créditos ECTS
6.0
Tipo
Obrigatória
Nível
2º Ciclo - Mestrado

Conhecimentos de Base Recomendados

Esta Unidade curricular não exige requisitos prévios quer a nível das competências quer dos conhecimentos

Métodos de Ensino

As aulas decorrerão com recurso a métodos expositivos, realização de exercício em grupo de planificação de intervenção para casos concretos, realização de role-play de estratégias de intervenção.

Resultados de Aprendizagem

Objetivo Geral

- Promover aquisição de conhecimentos sobre modelos, estratégias e recursos de intervenção, e o desenvolvimento de competências de intervenção com pessoas sobreviventes ou vivendo situações de violência

Objetivos específicos: 

- Conhecer os vários contextos de vitimação e os impactos dessa vitimação;

- Adquirir conhecimentos sobre modelos, estratégias, recursos e programas de intervenção com os diferentes tipos de vítimas;

- Desenvolver competências necessárias à intervenção psicológica com vítimas de violência;

Competências Teóricas, pretende-se que os alunos:

- Conheçam os diferentes modelos, abordagens e programas de intervenção com vítimas;

- Conheçam diferentes protocolos de intervenção ajustados a situações específicas de vitimação.

Competências Práticas, pretende-se que os alunos:

- Sejam capazes de elaborar protocolos de intervenção ajustados a situações específicas de vitimação;

- Identifiquem as potencialidades e os limites das intervenções em vítimas.

Estágio(s)

Não

Programa

Os diversos tipos de vitimação: a violência intra e extrafamiliar.

O impacto da vitimação ao longo da vida.

Intervenção em crise com vítimas de violência: modelos e guias de orientação.

Elaboração de Planos de segurança.

Intervenção com crianças vítimas de abuso e negligência parental: programas alicerçados nos Modelos Narrativos de re-autoria (e.g. M. White); programas de desenvolvimento de competências socioemocionais (e.g. H. Giarretto).

Intervenção com vítimas institucionalizadas (e.g. (Re)Construção da história de vida; proposta de Abels- Eber).

Programas de intervenção com vítimas de violência em relações íntimas hétero e homossexuais

Intervenção com vítimas de violência filio-parental.

Programas de intervenção com idosos vítimas de abuso/negligência. 

Docente(s) responsável(eis)

Isabel Maria Marques Alberto

Métodos de Avaliação

Avaliação
Elaboração, em grupo, de um plano de intervenção a partir de uma vinheta, com estabelecimento de objetivos, estratégias e recursos necessários; justificação do plano estabelecido: 25.0%
Trabalho individual de construção/organização de conjunto de recursos terapêuticos, com informação teórica (e.g. questões de exceção) e recursos (e.g. escalas para escalonamentos com crianças) que podem ser usados em sessão terapêutica (e.g. escalas para escalonamentos com crianças).Cada aluno apresenta o trabalho na aula.Este trabalho não tem uma estrutura particular (portfólio,livro,DVD,etc) : 25.0%
Mini Testes: 50.0%

Bibliografia

Abels- Eber, C. (2000). Enfants places et construction d’historicité. Paris: Ed. L’Harmattan.

Alberto, I.M. (2007). A Intervenção em crise com crianças vítimas de maltrato infantil. In. L.Sales (Coord.). Psiquiatria de Catástrofe (pp. 375-381). Coimbra: Almedina.

Boyd-Franklin, N. (2016).  Therapy in the real world: effective treatments for challenging problems.  London: The Guilford Press.

Brown, S. (2007). Counseling victims of violence: A handbook for helping professionals. Alameda CA: Hunter House.

Denborough, D. (2014). Retelling the Stories of our Lives: Everyday Narrative Therapy to Draw Inspiration and Transform Experience. New York: W. W. Norton & Co.

Giarretto, H. (1982). Integrated treatment of child sexual abuse. Palo Alto: Science & Behavior Books.

Murray, C., & Graves, K. N. (2013). Responding to family violence: a comprehensive, research-based guide for therapists. N. Y.: Routledge.

Turnell, A. & Essex, S. (2006). Working with “Denied” Child Abuse. Berkshire:McGraw-Hill