História e Epistemologia da Psicologia

Ano
1
Ano lectivo
2019-2020
Código
01008832
Área Científica
Psicologia
Língua de Ensino
Português
Modo de Ensino
Presencial
Duração
Semestral
Créditos ECTS
6.0
Tipo
Obrigatória
Nível
1º Ciclo - Licenciatura

Conhecimentos de Base Recomendados

Não são necessários pré-requistos. É aconselhado o domínio da língua inglesa para leituras adicionais.

Métodos de Ensino

Exposição teórica, apoiada na apresentação de materiais audiovisuais (nomeadamente diapositivos, disponíveis em formato PDF). Reflexão oral ou escrita a partir da apresentação de materiais audiovisuais. Análise e discussão de textos.

Resultados de Aprendizagem

Objetivos:
Dotar os alunos de conhecimentos acerca da história da Psicologia e dos princípios epistemológicos subjacentes ao desenvolvimento de teorias e constructos científicos. Incentivar a reflexão dos pontos nodais do processo de cientificação da Psicologia, e conhecimento dos principais autores e escolas do pensamento. O aluno deve ser capaz de reconhecer correntes significativas da História da Psicologia, autores e escolas associados, assim como de refletir sobre a sua aplicação às questões atuais.
Competências:
Identificar influências teóricas e sociais que contribuam para o desenvolvimento, consolidação (ou refutação) de algumas perspetivas teóricas significativas para o desenvolvimento da disciplina; Caracterizar e situar cronologicamente as principais etapas de construção da Psicologia como um todo, razões subjacentes à sua legitimação, e identificar problemas e métodos dominantes.

Estágio(s)

Não

Programa

I. História
Influências filosóficas na emergência da psicologia; Referência a escolas/correntes/movimentos ao longo da história da psicologia (e.g. Estruturalismo; Funcionalismo; Humanismo; Behaviorismo, Ges-talt; Teorias da aprendizagem Social; Psicanálise; cognitivismo. A influência da época & contexto social-político no desenvolvimento/aceitação de modelos teóricos particulares.
II. Epistemologia
1. Questões introdutórias:Conhecimento científico: características gerais. O conhecimento não científico e pseudo-científico.
 
2. Teorias epistemológicas (e.g. Popper; Lakatos; Kuhn).

3. Questões fundamentais a debater: a) a natureza e âmbito do conhecimento científico, (conceitos, categorias e linguagem): b) Disciplinaridade, interdisciplinaridade e transdisciplinaridade  nas ciências na atualidade. Análise do lugar da Psicologia neste contexto.

Docente(s) responsável(eis)

Maria Teresa Mesquita Carvalho Sousa Machado

Métodos de Avaliação

Avaliação
Exame: 100.0%

Bibliografia

Cohen, D. (2015). Psychologists on psychology (Classic Ed.). London & New York:Routledge

Boyd, R., Gasper, P., & Trout, J.D. (Eds.). (1991).The philosophy of science. Cambridge, MA:MIT

Benjamin, L.T. (2014).A brief history of modern psychology. Wiley

Braconnier, A. (1998).Psicologia dinâmica e psicanálise. Lisboa:Climepsi

Danzinger, K. (1990).Constructing the subject. Cambridge:Cambridge University Press

Danzinger, K. (2013).Psychology and its history, Theory and Psychology, 23(6), 829-839

Goodwin, C.J. (2005).História da Psicologia moderna. São Paulo:Cultrix

Hothersall, D. (2006).História da Psicologia (4ªed.).McGrawHill

Jesuíno, J.C. (2002).Psicologia (3ª ed.), Lisboa:Quimera

Leahey, T.H. (1994).A history of modern psychology (2nd ed.), N.J.:Prentice-Hall.

Koch, S., & Leary, D.E. (1995).A century of psychology as science.Washington:APA

Kuhn, T. (1962).The structure of scientific revolutions. Chicago:The University of Chicago Press

Popper, K. (1963).Conjecturas e refutações. Coimbra:Almedina.