Política Ambiental Internacional

Ano
3
Ano lectivo
2019-2020
Código
01008731
Área Científica
Ciência Política-Relações Internacionais
Língua de Ensino
Português
Modo de Ensino
Presencial
Créditos ECTS
6.0
Tipo
Opcional
Nível
1º Ciclo - Licenciatura

Conhecimentos de Base Recomendados

Domínio da língua inglesa dada a bibliografia de apoio à unidade curricular ser exclusivamente neste idioma.

Métodos de Ensino

Aulas mais expositivas que abordam conceitos e debates teóricos. Aulas participativas que incluem a análise e discussão de temas concretos à luz do quadro conceptual definido nas aulas iniciais. A participação é ainda concretizada através da discussão de um excerto de um documentário/filme que apresentará a temática a ser discutida.

Resultados de Aprendizagem

Objetivos gerais

Familiarizar os/as estudantes com os debates associados à temática ambiental num quadro disciplinar de Relações Internacionais

Competências e objetivos específicos

- compreender e analisar criticamente a relação entre políticas ambientais e a produção de conhecimento científico, políticas de ajuda pública ao desenvolvimento, políticas de segurança

- relacionar criticamente o conceito de soberania com as dinâmicas de governação ambiental internacional

- analisar criticamente o papel dos diferentes atores relevantes para a política ambiental internacional

- aplicar o quadro conceptual discutido a temas ambientais como a biodiversidade e a biossegurança, os recursos hídricos, as alterações climáticas e a camada de ozono, os desperdício tóxicos ou a desertificação e a desflorestação

Competências genéricas

Capacidade de análise crítica e de síntese; comunicação escrita; capacidade de aplicar na prática os conhecimentos teóricos adquiridos; capacidade de trabalhar em grupo

Estágio(s)

Não

Programa

Os conteúdos programáticos desta unidade curricular incluem a apresentação e discussão de debates teóricos transversais a várias temáticas, mas com uma incidência direta sobre política ambiental internacional. Estes debates incluem a discussão da relação entre política e ciência; da relação entre políticas de ajuda pública ao desenvolvimento e o ambiente; a securitização de algumas temáticas ambientais; e o papel dos diferentes atores, estados incluídos, na dinâmica de governação ambiental internacional. Estes debates serão ilustrados através da análise de estudos de caso temáticos, tais como a biodiversidade e a biossegurança, as alterações climáticas e a camada de ozono, a desertificação e desflorestação, os desperdícios tóxicos ou os recursos hídricos.

Métodos de Avaliação

Avaliação contínua
Participação nas aulas: 20.0%
Preparação, em grupo, de um trabalho sobre um dos debates temáticos: 40.0%
Quatro testes temáticos: 40.0%

Regime geral
Exame: 100.0%

Bibliografia

Ken Conca & Geoffrey Dabelko (eds) (2004) Green Planet Blues: Environmental Politics from Stockholm to Johannesburg. Boulder, Oxford: Westview Press.

Karen T. Liftin (ed.) (1998) The Greening of Sovereignty in World Politics. Cambridge, Massachusetts and London, England: The MIT Press.

Bjorn Lomborg (2001) The Skeptical Environmentalist: Measuring the Real State of the World. Cambridge: CUP.

Norman Vig & Regina Axelrod (eds) (1999) The Global Environment: Institutions, Law, and Policy. London: Earthscan.