Formação, Trabalho e Exclusão Social

Ano
1
Ano lectivo
2019-2020
Código
02747709
Área Científica
Ciências da Educação
Língua de Ensino
Português
Modo de Ensino
Presencial
Créditos ECTS
6.0
Tipo
Opcional
Nível
2º Ciclo - Mestrado

Conhecimentos de Base Recomendados

Os estudantes devem possuir competências intermédias de escrita/conversação em língua Portuguesa, Inglês e Castelhano.

Métodos de Ensino

Nesta Unidade Curricular privilegiam-se os métodos activo e expositivo, embora sejam mobilizados diversos métodos e estratégias nas aulas. Tendo em consideração o teor teórico-prático da Unidade Curricular serão abordados casos práticos, debatidas intervenções, analisados documentos legais e contrastadas práticas, todos eles exemplos de abordagens ativas. À exposição de conteúdos acresce ainda a utilização dos métodos interrogativo (e.g. análise de práticas) e demonstrativo.

Resultados de Aprendizagem

Pretende-se que os/as alunos/as demonstrem ter adquirido conhecimentos necessários à análise da relação entre as problemáticas da formação, trabalho e exclusão social, em particular no que concerne aos impactos diferenciais das duas primeiras para a emergência, manutenção/agravamento e saída de circunstâncias de exclusão (e.g., social, económica, educativa). Visa-se, ainda, a promoção da capacidade de reflexão crítica sobre estes constructos, tendo em conta os seus referenciais (teóricos, metodológicos e de implementação), tradicionais e consubstanciados num paradigma respeitador da complexidade e da multideterminação dos fenómenos,  e as implicações da sua mobilização em contextos (não) formais. Pretende-se, em acréscimo, que os alunos desenvolvam competências técnicas de pesquisa, planificação, intervenção e avaliação de modelos e programas neste domínio.

Estágio(s)

Não

Programa

TEMA 1 - Âmbito

Propósitos, definição de conceitos chave, fundamentos

TEMA 2 - Formação, Trabalho e Emprego: evolução interdependente de múltiplas relações

Formação, trabalho, socialização e identidade profissional; O trabalho como espaço privilegiado de reconhecimento social; Políticas públicas de formação, emprego e promoção da Inclusão social

TEMA 3 - Exclusão social em regimes democráticos desenvolvidos

Abordagens tradicionais e contemporâneas de concetualização do fenómeno; Tendências dominantes na atualidade - a exclusão enquanto referente de confluência de processos interdependentes;  Contributos diferenciais dos vetores formação e trabalho para a emergência, manutenção, agravamento e saída de cenários de privação severa pluridimensional; A exclusão social na UE no pós crise financeira de 2008; Modelos clássicos e contemporâneos de intervenção; Especificidades da privação habitacional severa neste âmbito. 

Métodos de Avaliação

Avaliação contínua
Frequência: 50.0%
Projecto: 50.0%

Avaliação final
Exame: 100.0%

Bibliografia

Alber, J. (2010). What the European and American welfare states have in common and where they differ: Facts and fiction in comparisons of the European social model and the United States. Journal of European Social Policy, 20, 102-125.

Bertola, G. (2010). Labour Markets in EMU: What has changed and what needs to. In M. Buti, S. Deroose, V. Gaspar, & J.

Bertola, G. (2013). Policy coordination, convergence, and the rise and crisis of EMU imbalances: European Economy Economic Papers 490. Brussels: European Commission.

Callan, T., Nolan, C., Keane, J., & Walsh, R. (2010). Inequality and the crisis: The distributional impact of tax increases and welfare and public sector pay cuts. The Economic and Social Review, 41(4), 461-471.

Mairos Ferreira, S., & Redruello, D. (2011). (ir)Responsabilidade nas trajectórias de vida: Perspectiva dos sem-abrigo,sobre o cuidado em família e na comunidade. In T. Pereira, & G. Oliveira, Cuidado e responsabilidade (pp. 337-350). São Paulo: Atlas.