Comportamentos Anti-Sociais e Educação

Ano
0
Ano lectivo
2019-2020
Código
02747157
Área Científica
Ciências da Educação
Língua de Ensino
Português
Modo de Ensino
Presencial
Duração
Semestral
Créditos ECTS
6.0
Tipo
Opcional
Nível
2º Ciclo - Mestrado

Conhecimentos de Base Recomendados

não se aplica.

Métodos de Ensino

Dada a carga horária semanal destinada a esta unidade curricular optou-se por aulas teórico-práticas, predominando a exposição oral. Mas sempre que possível enriquece-se a exposição teórica com o recurso à análise de caso ou ocorrências concretas as quais podem ser projectos de investigação, ocorrências de tribunal ou notícias sobre temas relevantes para esta unidade curricular.

A avaliação será feita no final do semestre e consistirá num teste com respostas de escolha múltipla que sobre toda a matéria exposta no decorrer das aulas. Poderá também haver algumas perguntas de desenvolvimento curto.

Resultados de Aprendizagem

O objetivo geral desta unidade curricular é fornecer uma visão global e crítica dos conhecimentos científicos atuais no domínio do comportamento anti-social, e das comp. necessárias para o desenvolvimento de pequenos projetos de investigação e/ou de intervenção bem como para a análise rigorosa dos mesmos. Particular ênfase será colocada nas suas aplicações à educação e à escola.

Entre as competências que, no fim deste curso, os alunos deverão ter adquirido contam-se as seguintes:

Conhecer a produção científica mais relevante no domínio dos comportamentos anti-sociais e desenvolver as competências necessárias para sobre eles formular um juízo crítico;

Saber utilizar conceitos, métodos e instrumentos necessários para um trabalho autónomo de investigação e/ou de intervenção nesse domínio;

Inventariar e examinar os fatores e processos, que contribuem para o aparecimento e continuidade/descontinuidade desses comportamentos e implicações pedagógicas e terapêuticas.

Estágio(s)

Não

Programa

1. O conceito de comportamento anti-social e delinquência:- Conceitos afins- Relação entre comportamento anti-social e crime/delinquência- Comportamentos anti-sociais e educação.

2. Métodos e Instrumentos- Grande diversidade de metodologias importadas de diferentes disciplinas e exemplos de estudos- Instrumentos e formas complementares de recolha de informação.

3. Factores de risco do comportamento anti-social:- Heterogeneidade dos factores de risco- Factores ligados à família e Factores ligados à escola.

4. Heterogeneidade e classificação dos comportamentos anti-sociais.

5. Psicopatia.

6. Teorias do Comportamento Anti-social- Tipologia de teorias: sociológicas, criminológicas e psicológicas

7. Consumo de droga e comportamento anti-social.

8. Indisciplina e violência na escola.

9. Comportamento anti-social e formação de professores.

10. Intervenção psicossocial no domínio do comportamento anti-social e do crime.

11. Bibliografia

Bibliografia

Alberto, I., Fonseca, A. C., Albuquerque, C. P., Ferreira, G. & Rebelo, J. (Eds.). Comportamento anti-social: escola e família. Coimbra: Centro de Psicopedagogia da Universidade de Coimbra.

Amado, J. & Freire, I. (2009). A(s) indisciplina(s) na escola: compreender para prevenir. Coimbra: Almedina.

Andrews, D. A. & Bonta, J. (2010). The psychology of criminal conduct. (5ª edição). NJ: Matthews-Bender & Company.

Born, M. (2005). Psicologia da Delinquência. Lisboa: Climepsi editores.

Cassel,E. & Bernstein, D. (2007). Criminal behavior (2nd ed). Mahwah, N.J.: Lawrence Erlbaum Associates.

* Cullen, F.T. & R. Agnew (Ed.) (2006), Criminological theory: Past to present.  Los Angeles: Roxbury Publishing.

Elliott, D. S., Hamburg, B. A. & Williams, K. R. (1998).Violence in schools: A new perspective. Cambridge: Cambridge University Press.

* Flannery, D., Vazonyi, A. & Waldman, I. (2007). The Cambridge handbook of violent behavior and aggression. Cambridge: Cambridge University Press.

* Fonseca, A.C. (2007). Psicologia e Educação: Novos e Velhos Temas. Coimbra: Almedina.

* Fonseca, A. C. (2002) (Ed.). Comportamento Anti-social e Família. Coimbra: Almedina.

* Fonseca, A. C. (2004) (Ed.). Comportamento anti-social e crime: Da infância à idade adulta. Coimbra: Almedina.

*Goldstein, A. P. & Conoley, J. C. (Eds.) (1997). School violence intervention. New York: The Guilford Press.

Gottfredson, D. (2001). Delinquency and schools. Cambridge: Cambridge University Press.

Hill, J. & Maughan, B. (Eds.) (2000). Conduct disorders in childhood and adolescence. Cambridge: Cambridge University Press.

Lawrence, R. (1998). School crime and juvenile justice. Oxford: Oxford University Press.

* Loeber, R. & Farrington, D. P. (1998). Serious violent juvenile offenders: Risk factors and successful interventions. London: Sage.

Loeber, R. & Farrington, D. P. (2001). Child delinquents: Development, Intervention and service needs. Thousand Oaks: Sage.

Loeber, R. & Farrington, D. P. (2011). Young homicide offenders and victims: risk factors, prediction, and prevention from childhood. New York: Springer.

Matos,A. Vieira,C. et al.(eds)(2008). A maldade humana. Coimbra: Nova Almedina.

* Rutter, M. Giller, H. & Hagell, A. (1998). Antisocial behaviour by young people . Cambridge: Cambridge University Press.

Siegel, L. J., Welsh, B. C. (2009). Juvenile Delinquency: Theory, Practice, and Law. Wadsworth: Cengage Learning.

* Stoff, D. M., Breiling J. & Maser, J. D. (1997). Handbook of antisocial behavior. London: Wiley.

* Vários (2000). Comportamento Anti-social e Educação. Revista Portuguesa de Pedagogia, XXXIV.

 

*Outros textos a fornecer oportunamente pelo docente da disciplina

*Other texts to be provided by the teacher in due time: