Mestrado em Engenharia de Segurança aos Incêndios Urbanos

Objetivos do Curso

Este curso de mestrado tem por objetivo conferir formação avançada nos diversos domínios da segurança ao incêndio e formar especialistas, a nível profissional, em domínios ligados ao desenvolvimento tecnológico.
Existe ainda um outro objetivo, o qual consiste em transmitir uma formação que permita aos que o frequentem fazer uma auto-aprendizagem ao longo da vida e de um modo auto-orientado.
O plano curricular reflete não só as áreas fundamentais da segurança ao incêndio, mas também os conhecimentos mais avançados que se verificam neste domínio do conhecimento.
Pretende-se também que as pessoas formadas sejam capazes de planificar e gerir tarefas de projeto especializado por aplicação de uma engenharia de segurança ao incêndio, tornando-se deste modo um agente de inovação e otimização de recursos.

Condições de Acesso e Ingresso

a) Titulares do grau de licenciado ou equivalente legal em Eng. Civil, Eng. Mecânica, Eng. Eletrotécnica e de Comput., Eng. Química, Eng. Materiais, Eng. de Proteção Civil e área afins, com classificação mínima de 14 valores. Podem, eventualmente, ser consideradas candidaturas com outras habilitações e/ou média inferior a 14 valores com base em CV relevante na área;
b) Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este Processo, nas áreas referidas na alínea a);
c) Titulares de um grau académico superior obtido no estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado pelo Conselho Científico da FCTUC;
d) Em casos devidamente justificados, os detentores de um CV científico e profissional relevante para a frequência deste ciclo de estudos, que seja reconhecido pelo Conselho Científico da FCTUC.

A informação disponibilizada não dispensa a consulta do Aviso de Abertura disponível nesta página.

Saídas Profissionais

O curso destina-se a técnicos das Câmaras Municipais, dos Gabinetes de Apoio Técnico, das Companhias de Seguros, da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), Técnicos de Higiene e Segurança no Trabalho, Técnicos de segurança, Docentes do Ensino Superior, Projectistas e técnicos das empresas de segurança contra incêndios.

Regime de Estudo

Presencial

Língua(s) de Aprendizagem / Avaliação

Português e Inglês

Regras de Avaliação

Sendo a avaliação uma actividade pedagógica indissociável do ensino, destina-se a apurar as competências e os conhecimentos adquiridos pelos estudantes, o seu espírito crítico, a capacidade de enunciar e de resolver problemas, bem como o seu domínio da exposição escrita e oral. São admitidos a provas de avaliação os estudantes inscritos nas respectivas unidades curriculares no ano lectivo a que as provas dizem respeito e, simultaneamente, inscritos nessas provas, quando tal inscrição for necessária, nos termos do Regulamento Académico da Universidade de Coimbra.
Entendem-se por elementos de avaliação os seguintes exemplos: Exame escrito ou oral, testes, trabalhos escritos ou práticos, bem como projectos, individuais ou em grupo, que poderão ter de ser defendidos oralmente e a participação nas aulas. A avaliação de cada unidade curricular pode incluir um ou mais dos elementos de avaliação indicados anteriormente.
A classificação de cada estudante, para cada unidade curricular, traduz-se num valor inteiro compreendido entre 0 e 20 valores e consideram-se aprovados os estudantes que obtiverem a classificação final mínima de 10 valores
Sempre que a avaliação de uma unidade curricular compreenda mais do que um elemento de avaliação, a nota final é calculada a partir das classificações obtidas em cada elemento de avaliação, através de uma fórmula tornada pública.

Objetivos da Aprendizagem e Competências a Desenvolver

Em cada unidade curricular são definidos um conjunto de objetivos e competências que são transmitidos aos estudantes no início de cada ano letivo. A medição do cumprimento desses objetivos é feita em avaliações que num caso passam por exames escritos, noutros por trabalhos práticos e noutros por ambos os processos. A maior parte dos trabalhos práticos é individual e engloba apresentação oral com defesa. Os estudantes são assim sujeitos a um processo de aferição de conhecimentos rigoroso.
Os alunos têm sempre no mínimo 3 oportunidades para serem avaliados numa unidade curricular, exame normal, exame de recurso e exame de época especial.

Reconhecimento da Aprendizagem Prévia

O reconhecimento da aprendizagem prévia é efetuada de acordo com o Regulamento Académico da Universidade de Coimbra.

Enquadramento Legal da Qualificação

A qualificação tem enquadramento no Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de Março, na redação atual

Requisitos para Obtenção da Qualificação

Aprovação em todas as disciplinas do curso.

Acesso a um Nível de Estudos Superior

Doutoramento.

Plano de Estudos

Engenharia Segurança aos Incêndios Urbanos

Ano lectivo
2022-2023

Tipo de Curso
2º Ciclo - Mestrado de Formação ao Longo da Vida

Qualificação Atribuída: Mestre

Duração: 3 Semestre(s)

Créditos ECTS: 90.0

Categoria: Mestrado de Formação ao Longo da Vida


Candidaturas

Avisos de Abertura


Calendário

1º Semestre
Data de início: 12-09-2022
Data de fim: 17-12-2022
2º Semestre
Data de início: 06-02-2023
Data de fim: 20-05-2023

Acreditações

Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior
2018-07-31 a 2024-07-30
Direcção Geral de Ensino Superior
2011-03-18