Doutoramento em Património Cultural e Museologia

Objetivos do Curso

a) Apoiar o aprofundamento pelos estudantes de conhecimentos e de competências adquiridos em ciclos de estudo anteriores e/ou em actividades profissionais ou outras;
b) Reforçar a capacidade de participar nos debates deontológicos e epistemológicos, teóricos e sobre questões metodológicas relevantes para o âmbito do património cultural e da museologia (teoria e história do património cultural e dos museus, gestão e programação, conservação e reabilitação, deontologia);
c) Reforçar a capacidade de, através de investigação, produzir novo conhecimento e novas soluções tecnológicas no âmbito do património cultural e da museologia;
d) Capacitar os estudantes para a concretização e a avaliação de projectos de património cultural e de museologia;
e) Preparar os estudantes para intervir, no âmbito do património cultural e da museologia, em entidades públicas e privadas, de escala local e regional, nacional ou internacional, como trabalhador por conta de outrem, consultor (profissional liberal) ou empresário.

Condições de Acesso e Ingresso

a) Titulares do grau de mestre ou equivalente legal;

b) Titulares de grau de licenciado, detentores de um currículo escolar ou científico especialmente relevante que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pelo órgão científico legal e estatutariamente competente da universidade ou instituto universitário onde
pretendem ser admitidos;
c) Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pelo órgão científico legal e estatutariamente competente da universidade ou instituto universitário onde pretendem ser admitidos.

A informação disponibilizada não dispensa a consulta do Aviso de Abertura disponível nesta página.

Saídas Profissionais

Nas áreas da investigação científica e tecnológica, da museologia e da curadoria, da gestão e programação do património cultural, da conservação e da reabilitação do património cultural, da educação e da formação, da divulgação e da animação culturais, do jornalismo e da comunicação organizacional, dos conteúdos multimédia e digitais, do turismo e do lazer culturais, do planeamento do território e da gestão urbanística, do desenvolvimento local e regional, da administração/gestão e da diplomacia — enquanto investigador e divulgador, museólogo e curador, gestor e programador, jornalista ou responsável de comunicação, técnico superior da Administração Pública ou de Organizações Internacionais, quadro superior de organizações privadas, consultor, empresário.

Regime de Estudo

Diurno/ Regime de tempo integral / Presencial

Língua(s) de Aprendizagem / Avaliação

Língua Portuguesa

Regras de Avaliação

Sendo a avaliação uma atividade pedagógica e didáctica indissociável do ensino, destina-se a apurar as competências e os conhecimentos adquiridos pelos estudantes, nomeadamente, a capacidade de enunciar e de resolver problemas, o domínio da exposição escrita e oral, a capacidade de análise crítica de propostas já apresentadas e de soluções já concretizadas. São admitidos a provas de avaliação os estudantes inscritos nas unidades curriculares em causa no ano letivo a que as provas dizem respeito e, simultaneamente, inscritos nessas provas, quando tal inscrição for necessária, nos termos do nº 6 do artigo 4º do Regulamento Pedagógico da Universidade de Coimbra.
Num Curso de 3º Ciclo em Património Cultural e Museologia, entendem-se por elementos de avaliação, por exemplo, participação nas aulas, trabalhos de investigação bibliográfica e documental, recensões críticas, relatórios de actividade, apresentações, participação em e/ou organização de eventos, participação em e/ou organização de publicações, participação em projectos de transferência de saber, participação em projectos de prestação de serviços de investigação aplicada, etc. A avaliação de cada unidade curricular pode incluir um ou mais dos elementos de avaliação indicados anteriormente. A classificação de cada estudante, para cada unidade curricular, traduz-se num valor inteiro compreendido entre 0 e 20 valores e consideram-se aprovados os estudantes que obtiverem a classificação final mínima de 10 valores.

Objetivos da Aprendizagem e Competências a Desenvolver

a) Reconstituir e analisar, de forma transdisciplinar, as questões do património cultural e da museologia;
b) Compreender que as questões do património cultural se encontram correlacionadas com âmbitos como os das memórias e das identidades, das políticas culturais, do desenvolvimento local/regional;
c) Concretizar e de avaliar projectos no âmbito do património cultural e da museologia.

Reconhecimento da Aprendizagem Prévia

O reconhecimento da aprendizagem prévia é efectuada de acordo com o Regulamento Académico da Universidade de Coimbra.

Enquadramento Legal da Qualificação

A qualificação tem enquadramento no Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de março, na redação atual; Portaria n.º 782/2009, de 23 de julho

Requisitos para Obtenção da Qualificação

Obtenção de aproveitamento em todas as unidades curriculares específicas de cada um dos quatro Percursos (ou Especialidades), num total de 240 ECTS, que incluem também a realização e discussão pública de uma tese original.

Acesso a um Nível de Estudos Superior

Pós-Doutoramento.

Plano de Estudos

Património Cultural e Museologia

Ano lectivo
2022-2023

Tipo de Curso
3º Ciclo - Doutoramento

Código DGES: D007

Qualificação Atribuída: Doutor

Duração: 4 Ano(s)

Créditos ECTS: 240.0

Propina Anual: 1500.0


Candidaturas

Avisos de Abertura


Calendário

1º Semestre
Data de início: 12-09-2022
Data de fim: 17-12-2022
2º Semestre
Data de início: 06-02-2023
Data de fim: 20-05-2023

Acreditações

Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior
2021-07-31 a 2027-07-30
Direcção Geral de Ensino Superior
2021-09-22