a carregar...

Mestrado em Treino Desportivo para Crianças e Jovens

Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física

abrir site outros cursos
Ano lectivo

2017-2018

Código DGES

6261

Tipo de Curso

2º Ciclo - Mestrado de Especialização Avançada

Qualificação Atribuída

Mestre

Duração

18 Mês(es)

Créditos ECTS

90.0

Categoria

Mestrado de Especialização Avançada

Coordenador(es) do Curso

António José Barata Figueiredo (afigueiredo@fcdef.uc.pt)

Manuel João Cerdeira Coelho Silva (mjcesilva@hotmail.com)

Coordenador(es) Departamental(ais) ECTS

Carlos Eduardo Barros Gonçalves (carlosgoncalves@fcdef.uc.pt)

Liliana Rosa Dias Figueiredo Almeida Moreira (lilianamoreira@fcdef.uc.pt)

Objetivos Gerais do Curso
[1] Conhecer a função social do desporto; [2] Conhecer as transformações biológicas das duas primeiras décadas de vida; [3] Conhecer os mecanismos adaptativos às cargas de treino; [4] Analisar o movimento humano e o rendimento e conhecer as teorias do desenvolvimento; [5] Conhecer os fatores psicológicos do rendimento desportivo; [6] Conhecer os fatores de lesão desportiva e as relações com a preparação desportiva e as características do atleta; [7] Utilizar as metodologias de pesquisa para planear e conduzir um projeto; [8] Conhecer as premissas fundamentais da seleção de talentos; [9] Determinar o estatuto maturacional; [10] Domínio dos protocolos de avaliação recorrendo a diferentes ergómetros; [11] Utilizar a taxonomia das lesões desportiva; [12] Estruturar um programa de formação desportiva a longo, médio e curto prazo; [13] Domínio das técnicas de treino físico e psicológico aplicadas às etapas da formação desportiva; [14] Perceber os investimentos sociais em carreiras.
Objetivos da Aprendizagem e Competências a Desenvolver
Aprofundando os conhecimentos a par com o desenvolvimento e refinamento de competências no contexto de uma formação especializada em treino desportivo, esta proposta atenderá à resolução de problemas úteis a um exercício profissional em que as capacidades de auto-aprendizagem se articulem com competências de pesquisa. O mestrado visa ainda uma preparação para a aplicação de conhecimentos em contextos multidisciplinares de intervenção profissional nas organizações do desporto. O plano de estudos é determinado por pontos de referência construídos num amplo debate epistemológico cruzado com um inquérito multimétodo organizações
[1] Conhecer a função social do desporto em geral, identificando a missão dos vários sistemas e subsistemas, bem como das organizações do desporto;
[2] Conhecer os períodos fundamentais do ciclo de vida, as transformações biológicas das primeiras décadas de vida, em ligação com o processo de aquisição e refinamento de padrões e habilidades motoras e desenvolvimento das capacidades físico-motoras;
[3] Conhecer os mecanismos adaptativos do organismo às cargas de treino;
[4] Analisar o movimento humano e o rendimento desportivo e conhecer as teorias do desenvolvimento e aprendizagem com vista à otimização a longo prazo;
[5] Conhecer os fatores psicológicos que influem no rendimento desportivo, nomeadamente a personalidade, a motivação, o stress e a ansiedade;
[6] Conhecer os fatores de lesão desportiva;
[7] Conhecer as metodologias e técnicas fundamentais de pesquisa necessárias para planear e conduzir um projeto de investigação;
[8] Conhecer as premissas fundamentais da seleção de talentos em desportos de equipa e desportos individuais e a sua relação com o fator treino;
[9] Ser capaz de determinar o estatuto maturacional, com base em indicadores de maturação somática, sexual e esquelética;
[10] Ter domínio dos protocolos de avaliação da resistência e potência aeróbia, resistência, potência anaeróbia força e flexibilidade recorrendo a diferentes ergómetros;
[11] Ser capaz de estruturar um programa de formação desportiva a longo, médio e curto prazo, definindo objetivos nos vários domínio e fatores de treino;
[12] Dominar as principais técnicas de treino físico e psicológico aplicadas às etapas iniciais da formação desportiva;
[13] Perceber os investimentos sociais em carreiras desportivas e as relações que estabelecem com o início e permanência na atividade dos jovens atletas, dos treinadores e dos dirigentes, sendo capaz de perspetivar medidas para prevenir o desgaste emocional e o abandono, conferindo à participação desportiva um valor educativo socialmente relevante.
O grau de cumprimento dos objetivos é anualmente avaliado através das taxas de sucesso escolar no ciclo de estudos e em cada uma das unidades curriculares, sendo os mestrandos inquiridos para obter a sua perceção sobre o cumprimento do enunciado acima explicitado, entretanto publicado na plataforma académica.
Regime de Estudo
Predominantemente Diurno
Acesso a um Nível de Estudos Superior
A aprovação num curso de mestrado pela Universidade de Coimbra, permite a dispensa de provas complementares de doutoramento |
Condições de Acesso e Ingresso

1- Podem candidatar-se ao acesso ao ciclo de estudos conducente ao grau de mestre:
a) Titulares do grau de licenciado, ou seu equivalente legal;
b) Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1º ciclo de estudos, organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este Processo;
c) Titulares de grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objectivos do grau de licenciado pelo Conselho Científico da Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física;
d) Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional que seja reconhecido como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos pelo Conselho Científico da Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física.
2 - O reconhecimento a que se referem as alíneas b) a d) do n.º 1 tem como efeito apenas o acesso ao ciclo de estudos conducente ao grau de mestre e não confere
ao seu titular a equivalência ao grau de licenciado ou o reconhecimento desse grau.

A informação disponibilizada não dispensa a consulta do Aviso de Abertura disponível nesta página.

Reconhecimento da Aprendizagem Prévia
A definir pelo órgão legal e estatutariamente competente
Enquadramento Legal da Qualificação
Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de Março, e nos termos dos Decretos-Lei n.ºs 155/89 e 42/2005, respectivamente, de 11 de Maio e de 22 de Fevereiro, e dos Despachos n.ºs 10543/2005 e 7287-B/2006, respectivamente, de 11 de Maio e de 31 de Março
Saídas Profissionais
Embora o mestrado seja cientificamente orientado e não pretendendo concorrer com cursos de natureza técnica, o desenho curricular aponta para a aquisição e refinamento de conhecimentos e competências úteis na organização da prática desportiva infanto-juvenil nos subsistemas do Desporto Escolar, federado, autárquico e do lazer activo dirigido ao segmento infanto-juvenil.|
Regras de Avaliação e Classificação
Sendo a avaliação uma atividade pedagógica indissociável do ensino, destina-se a apurar as competências e os conhecimentos adquiridos pelos estudantes, o seu espírito crítico, a capacidade de enunciar e de resolver problemas, bem como o seu domínio da exposição escrita e oral. São admitidos a provas de avaliação os estudantes inscritos nas respetivas unidades curriculares no ano letivo a que as provas dizem respeito e, simultaneamente, inscritos nessas provas, quando tal inscrição for necessária, nos termos do nº 6 do artigo 4º do Regulamento Pedagógico da Universidade de Coimbra. Entendem-se por elementos de avaliação os seguintes exemplos: Exame escrito ou oral, testes, trabalhos escritos ou práticos, bem como projetos, individuais ou em grupo, que poderão ter de ser defendidos oralmente e a participação nas aulas. A avaliação de cada unidade curricular pode incluir um ou mais dos elementos de avaliação indicados anteriormente. A classificação de cada estudante, para cada unidade curricular, traduz-se num valor inteiro compreendido entre 0 e 20 valores e consideram-se aprovados os estudantes que obtiverem a classificação final mínima de 10 valores. Sempre que a avaliação de uma unidade curricular compreenda mais do que um elemento de avaliação, a nota final é calculada a partir das classificações obtidas em cada elemento de avaliação, através de uma fórmula tornada pública na ficha de unidade curricular, nos termos do nº 2 do artigo 7.º do RPUC.
Requisitos para Obtenção da Qualificação

Obter 90 ECTS e aprovação na dissertação através de submissão, apresentação e defesa pública de uma tese.

Plano de Estudos
Avisos de Abertura
Calendário
1º Semestre
Data de início: 11-09-2017
Data de fim: 21-12-2017
2º Semestre
Data de início: 05-02-2018
Data de fim: 30-05-2018
Acreditações
- A3ES
Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior
Período(s)
  • 2013-07-18 a 2019-07-17
R/A-Ef 3426/2011 - DGES
Direcção Geral de Ensino Superior
Período(s)
  • 2011-03-18