Mestrado em Recursos Biológicos, Valorização do Território e Sustentabilidade

Objetivos do Curso

Os efeitos das alterações climáticas afetam os territórios e as atividades económicas relacionadas, em particular os sistemas de produção agroalimentares englobando também a aquacultura e as pescas. Os cenários de evolução climática para Portugal apontam para condições progressivamente mais desfavoráveis, evidenciando a necessidade de adaptação dos sistemas de produção às novas condições.
Neste cenário é importante realçar a existência de um património natural nacional de importante valor que encerra recursos genéticos endógenos pouco explorados com um elevado potencial de inovação, valorização, diversificação e expansão para o sector agroalimentar (incluindo também a aquacultura e a pesca) e florestal.
Objetivos gerais:
Conhecer e valorizar os recursos biológicos endógenos, em particular da região, com o objetivo de contribuir para a dinamização e o desenvolvimento sustentável do território.
Conservar e valorizar os recursos genéticos endógenos, com destaque para a região centro de Portugal, promovendo a sustentabilidade e resiliência da aquacultura e pesca e também dos sistemas agro-florestais num contexto de alterações climáticas.

Condições de Acesso e Ingresso

Podem candidatar-se os titulares do grau de licenciado ou equivalente legal em Biologia, Bioquímica, Antropologia, Ciências Agrárias e Florestais, outras Ciências Biológicas, Ciências económicas e Sociais e Humanas.

A informação disponibilizada não dispensa a consulta do Aviso de Abertura disponível nesta página.

Saídas Profissionais

Técnicos em Recursos Biológicos, Valorização do Território e Sustentabilidade; Peritos nacionais e internacionais no sector agro-florestal; Gestores de ambiente e responsabilidade ambiental e social das empresas; Técnicos superiores em câmaras municipais e organismos do estado (ICNF, APA, DGAV, ONGs); Técnicos superiores em empresas do sector agroambiental, produção agrícola e animal; Técnicos responsáveis pelo apoio à inovação empresarial.

Regime de Estudo

Diurno/ Regime de tempo integral / Presencial

Língua(s) de Aprendizagem / Avaliação

Português e/ou inglês

Regras de Avaliação

Sendo a avaliação uma atividade pedagógica indissociável do ensino, destina-se a apurar as competências e os conhecimentos adquiridos pelos estudantes, o seu espírito crítico, a capacidade de enunciar e de resolver problemas, bem como o seu domínio da exposição escrita e oral. São admitidos a provas de avaliação os estudantes inscritos nas respetivas unidades curriculares no ano letivo a que as provas dizem respeito e, simultaneamente, inscritos nessas provas, quando tal inscrição for necessária, nos termos do n.º 8 do artigo 11º do Regulamento Pedagógico da Universidade de Coimbra. Entendem-se por elementos de avaliação os seguintes exemplos: exame escrito ou oral, testes, trabalhos escritos ou práticos, bem como projetos, individuais ou em grupo, que poderão ter de ser defendidos oralmente e a participação nas aulas. A avaliação de cada unidade curricular pode incluir um ou mais dos elementos de avaliação indicados anteriormente. A classificação de cada estudante, para cada unidade curricular, traduz-se num valor inteiro compreendido entre 0 e 20 valores e consideram-se aprovados os estudantes que obtiverem a classificação final mínima de 10 valores. Sempre que a avaliação de uma unidade curricular compreenda mais do que um elemento de avaliação, a nota final é calculada a partir das classificações obtidas em cada elemento de avaliação, através de uma fórmula tornada pública nos termos do nº 3 do artigo 16º e nº 2 do artigo 7º do RPUC.

Objetivos da Aprendizagem e Competências a Desenvolver

Este curso tem como objetivo oferecer formação avançada especializada em diferentes áreas do desenvolvimento sustentável ligado à problemática dos recursos Biológicos e respectiva valorização do território. A formação científica e técnica adquirida neste Mestrado é fundamental para compreender os desafios que se apresentam ligados ao desenvolvimento humano e à gestão sustentável dos recursos biológicos existentes. Pretende-se que os alunos adquiram:1. Competências instrumentais (competência em análise e síntese; organização e planificação, comunicação oral e escrita; capacidade de expressão em inglês, de utilização informática no âmbito do estudo; gestão da informação; capacidade de decisão) 2. Competências pessoais e inter-pessoais (no âmbito do trabalho em grupo ou em equipas interdisciplinares; em trabalho num contexto internacional; em entender a linguagem de especialistas) 3. Competências sistémicas (aprendizagem autónoma; adaptabilidade a novas situações; criatividade; liderança; rigor e qualidade; aplicação prática dos conhecimentos teóricos; planear e gerir; autocrítica e auto-avaliação.

Coordenador(es) do Curso

Helena Maria de Oliveira Freitas
hfreitas@ci.uc.pt

Reconhecimento da Aprendizagem Prévia

O reconhecimento da aprendizagem prévia será aferido nos termos do disposto no Regulamento nº 191/2014, Regulamento de Creditação de Formação Anterior e de Experiência Profissional da Universidade de Coimbra, publicado no Diário da República, 2ª série, nº 93 de 15/07/2014.

Enquadramento Legal da Qualificação

A qualificação enquadra-se nas normas previstas no Decreto Lei nº 74/2006, de 24 de Março, na sua atual redação, na Portaria nº 782/2009, de 23 de Julho e no Decreto-Lei 65/2018, de 16 de Agosto, na sua atual redação.

Requisitos para Obtenção da Qualificação

Os estudantes têm de completar, no total, 120 ECTS, correspondendo o 1º ano (2 semestres) a 60 ECTS com várias unidades curriculares, de acordo com o plano de estudos. No 2º ano, os estudantes têm também de completar 60 ECTS, 3 dos quais na unidade curricular de “Seminário II” (1º semestre) e 57 ECTS na unidade curricular de “Dissertação em Recursos Biológicos Valorização do Território e Sustentabilidade” (anual), a qual deve ser defendida, em provas públicas, perante um júri constituído para o efeito, ou na unidade curricular de “Estágio em Recursos Biológicos Valorização do Território e Sustentabilidade” (anual), a qual deve ser defendida, em provas públicas, perante um júri constituído também para o efeito.

Acesso a um Nível de Estudos Superior

Acesso ao 3º ciclo de estudos.

Plano de Estudos

Recursos Biológicos, Valorização do Território e Sustentabilidade

Ano lectivo
2021-2022

Tipo de Curso
2º Ciclo - Mestrado de Especialização Avançada

Código DGES: MB36

Qualificação Atribuída: Mestre

Duração: 2 Ano(s)

Créditos ECTS: 120.0

Categoria: Mestrado de Especialização Avançada


Candidaturas

Avisos de Abertura


Calendário

1º Semestre
Data de início: 20-09-2021
Data de fim: 18-12-2021
2º Semestre
Data de início: 07-02-2022
Data de fim: 21-05-2022

Acreditações

Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior
2020-07-31 a 2026-07-30
Direcção Geral de Ensino Superior
2020-07-15