Mestrado em Fisica Médica

Objetivos do Curso

Pretende-se responder às necessidades de formação académica específicas requeridas aos estudantes que pretendam ingressar na área da Física Médica, como profissionais qualificados. Este programa de estudos de 2º ciclo pretende dotar os alunos de uma visão abrangente e integrada dos tópicos científicos, tecnológicos, técnicos, socioeconómicos, éticos, legais, jurídicos, de regulamentação e legislação associados à Física Médica mas também à Proteção e Segurança Radiológicas, respondendo nesta área ao requisito legal (D.L.227/2008) e às recomendações europeias (EFOMP).
Por força do pacote legislativo, atualmente em preparação, e que constituirá a transposição para a legislação portuguesa da Diretiva 2013/59/Euratom, o reconhecimento do especialista em Física Médica deve decorrer de um quadro de qualificação estruturado do qual faz parte necessariamente o mestrado em Física Médica com as características e plano curricular do Mestrado aqui proposto.
Pretende-se com esta proposta oferecer a formação académica prevista nesse quadro de qualificação.

Condições de Acesso e Ingresso

Primeiro ciclo em Física, Engenharia Física, Física Tecnológica, Física Aplicada ou Engenharia Biomédica, ou licenciatura pré-Bolonha numa destas áreas, ou ser detentor de um currículo escolar, científico ou profissional que a coordenação do curso reconheça como suficiente para atestar a capacidade para a realização deste ciclo de estudos.

A informação disponibilizada não dispensa a consulta do Aviso de Abertura disponível nesta página.

Saídas Profissionais

A principal saída profissional será a de Físico Médico, após a formação
clínica especializada em ambiente hospitalar que fará parte do quadro de qualificação da profissão de Físico Médico. Tal quadro de formação deverá ficar regulamentado através da transposição da Diretiva 59/2013 Euratom. Os Físicos Médicos, após esta formação académica e o subsequente internato clínico, estarão preparados para desempenhar funções na área da Radioterapia, Medicina Nuclear, e Radiologia de Diagnóstico e de Intervenção. Também têm formação para realizar cálculos de dose e desenvolver/implementar estratégias de proteção radiológica em aplicações médicas e/ou tecnológicas e em técnicas de imagiologia que recorram a radiação ionizante. Podem desempenhar funções científicas e técnicas especializadas em sectores - Indústria, Ambiente, Serviços, Investigação e Regulação - em que seja utilizada radiação ionizante e não-ionizante (todos os locais de trabalho que utilizem radiação devem, de acordo com as recomendações internacionais, contar
com um especialista em proteção radiológica tal como são os graduados deste mestrado). Os mestres em Física Médica têm a formação ideal para realizar investigação nas áreas de Imagiologia Médica, Radioterapia, Dosimetria, Proteção radiológica e áreas afins.

Regime de Estudo

Diurno/ Regime de tempo integral / Presencial

Língua(s) de Aprendizagem / Avaliação

Português/Inglês

Regras de Avaliação

As regras de avaliação e classificação aplicáveis são as do Regulamento Pedagógico da Universidade de Coimbra, Regulamento 321/2013, de 23 de agosto.

Objetivos da Aprendizagem e Competências a Desenvolver

Os objetivos formativos deste mestrado seguem as recomendações europeias sobre a formação dos físicos médicos. Incluem a aquisição de um robusto conhecimento científico e técnico em tópicos associados à aplicação dos princípios, métodos e técnicas da Física à saúde, tanto em diagnóstico como em terapia, com relevância na garantia da qualidade, otimização e segurança dos procedimentos e dos equipamentos que utilizam radiações ionizantes e não ionizantes.
Tem também como objetivo desenvolver aptidões de caráter instrumental (recolha de informação de diversas fontes, capacidade de análise e de síntese, resolução de problemas, tomada de decisão), interpessoal (capacidade de comunicar de forma oral e escrita com peritos e não peritos, respeito pela diversidade, elevado sentido de ética profissional, capacidade de trabalho em grupo, espírito crítico) e sistémico (adaptação a situações novas, autonomia e responsabilidade, espírito de iniciativa, reconhecimento das limitações e capacidades).

Reconhecimento da Aprendizagem Prévia

Está previsto o reconhecimento da formação anterior dos candidatos, bem como da sua experiência profissional, a qual é analisada pela Comissão de Coordenação do Mestrado. Tendo em conta essa experiência prévia, em particular ao nível profissional, poderá ser dada equivalência a uma ou mais unidades curriculares, após
requerimento nesse sentido e análise cuidadosa dos conteúdos curriculares específicos em causa. A creditação de formação profissional anterior é feita de acordo com o Regulamento de Creditação da Universidade de Coimbra.

Enquadramento Legal da Qualificação

A legislação relevante para a atribuição do grau de Mestre é o DL 74/2006, de 24 de março, com as posteriores alterações, Portaria 782/2009, de 23 de julho.

Requisitos para Obtenção da Qualificação

Obtenção dos 108 ECTS obrigatórios e de 12 ECTS opcionais, incluindo a apresentação e defesa de uma Dissertação de Mestrado.

Acesso a um Nível de Estudos Superior

O Mestrado em Física Médica dá acesso a formação de 3º Ciclo em áreas afins. Dará também acesso à Especialização em Física Médica ou Física Hospitalar, com a
realização de internato de especialização nestas áreas.

Plano de Estudos

Fisica Médica

Ano lectivo
2019-2020

Tipo de Curso
2º Ciclo - Mestrado de Especialização Avançada

Qualificação Atribuída: Mestre

Duração: 4 Semestre(s)

Créditos ECTS: 120.0

Categoria: Mestrado de Especialização Avançada


Candidaturas

Avisos de Abertura


Calendário

1º Semestre
Data de início: 16-09-2019
Data de fim: 21-12-2019
2º Semestre
Data de início: 10-02-2020
Data de fim: 30-05-2020

Acreditações

Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior
2019-07-31 a 2025-07-30
Direcção Geral de Ensino Superior
2019-07-05