Doutoramento em Engenharia Física

Objetivos do Curso

Pretende-se tomar estudantes com um mestrado (preferencialmente em Engenharia Física, Física ou ramos de Engenharia afins) e proporcionar-lhes formação que os torne especialistas que, graças ao conhecimento aprofundado da Física e do estado da arte das tecnologias dela emergentes, criem novas oportunidades, através de produção de investigação significativa na área da Engenharia Física e da exportação para a indústria dessa inovação.Por isso, a formação de especialistas capazes de aproveitar e aprofundar o conhecimento da microfísica
desenvolvido ao longo de todo o século XX constitui uma área específica de conhecimentos, que completa e potencia as áreas clássicas de engenharia.

Condições de Acesso e Ingresso

1. Podem candidatar-se ao acesso ao ciclo de estudos conducente ao grau de doutor:
a) Os titulares do grau de mestre ou equivalente legal;
b) Os titulares do grau de licenciado, detentores de um currículo escolar ou científico especialmente relevante que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pelo Conselho Científico da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra;
c) Os detentores de um currículo escolar, científico ou profissional que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pelo Conselho Científico da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra.
2 - O reconhecimento a que se referem as alíneas b) e c) do n.º 1 tem como efeito apenas o acesso ao ciclo de estudos conducente ao grau de doutor e não confere ao seu titular a equivalência ao grau de licenciado ou mestre, ou o seu reconhecimento.

A informação disponibilizada não dispensa a consulta do Aviso de Abertura disponível nesta página.

Saídas Profissionais

n.a.

Regime de Estudo

O curso é ministrado em geral no regime de tempo integral, mas a sua realização a 50% está igualmente prevista

Língua(s) de Aprendizagem / Avaliação

Português

Regras de Avaliação

Sendo a avaliação uma atividade pedagógica indissociável do ensino, destina-se a apurar as competências e os conhecimentos adquiridos pelos estudantes, o seu espírito crítico, a capacidade de enunciar e de resolver problemas, bem como o seu domínio da exposição escrita e oral. São admitidos a provas de avaliação os estudantes inscritos nas respetivas unidades curriculares no ano letivo a que as provas dizem respeito e, simultaneamente, inscritos nessas provas, quando tal inscrição for necessária, nos termos do nº 6 do artigo 4º do Regulamento Pedagógico da Universidade de Coimbra. Entendem-se por elementos de avaliação os seguintes exemplos: Exame escrito ou oral, testes, trabalhos escritos ou práticos, bem como projetos, individuais ou em grupo, que poderão ter de ser defendidos oralmente e a participação nas aulas. A avaliação de cada unidade curricular pode incluir um ou mais dos elementos de avaliação indicados anteriormente. A classificação de cada estudante, para cada unidade curricular, traduz-se num valor inteiro compreendido entre 0 e 20 valores e consideram-se aprovados os estudantes que obtiverem a classificação final mínima de 10 valores. Sempre que a avaliação de uma unidade curricular compreenda mais do que um elemento de avaliação, a nota final é calculada a partir das classificações obtidas em cada elemento de avaliação, através de uma fórmula tornada pública na ficha de unidade curricular, nos termos do nº 2 do artigo 7.º do RPUC.

Objetivos da Aprendizagem e Competências a Desenvolver

No primeiro ano, “curricular”, pretende-se dar formação complementar de nível avançado, que permita, até a estudantes com formações diferentes ao nível do mestrado, especializarem-se na área específica da sua tese (ver
conhecimentos, aptidões e competências discutidas nas FUCs das diferentes disciplinas – ver secção 6.2.1.) e confrontar o aluno com o início da investigação (Projecto de Tese).
Segue-se a Tese onde se prevê que o estudante aprenda a metodologia da investigação científica, dela fazendo uso para adquirir autonomia na organização e condução de projectos de investigação, através da realização de trabalho original de investigação que contribua para o progresso no ramo do conhecimento e/ou a criação de produtos e soluções originais. Entende-se ser, em primeiro lugar, ao orientador que compete o acompanhamento e verificação
do cumprimento destes objectivos.

Coordenador(es) do Curso

Francisco José de Almeida Cardoso
fcardoso@ci.uc.pt

Coordenador de mobilidade

Maria Isabel Silva Ferreira Lopes
isabel@lipc.fis.uc.pt

Reconhecimento da Aprendizagem Prévia

A formação específica obtida em cursos de 2º ou de 3º ciclo pode ser creditada mediante pedido do candidato e análise pela coordenação do curso, só não odendo ser dada equivalência ao Projecto de Tese.

Enquadramento Legal da Qualificação

A qualificação tem enquadramento no Decreto -Lei n.º 74/2006, de 24 de Março, republicado em 25 de Junho de 2008 Lei n.º s 42/2005 de 22 de Fevereiro, e dos Despachos n.º s 10543/2005 e 7287 -C/2006, respectivamente, de 11 de Maio e de 31 de Março. ,

Requisitos para Obtenção da Qualificação

O ciclo de estudos conferirá o grau de doutor aos que demonstrem:
- Capacidade de compreensão sistemática num domínio científico de estudo;
- Competências, aptidões e métodos de investigação associados a um domínio científico;
- Capacidade para conceber, projectar, adaptar e realizar uma investigação significativa respeitando as exigências impostas pelos padrões de qualidade e integridade académicas;
- Ter realizado um conjunto significativo de trabalhos de investigação original que tenha contribuído para o alargamento das fronteiras do conhecimento, parte do qual tenha merecido a divulgação nacional ou internacional em publicações com arbitragem científica ou, noutros casos, esteja protegido por direitor de propriedade intelectual ou industrial;
- Ser capazes de analisar criticamente, avaliar e sintetizar ideias novas e complexas;
- Ser capazes de comunicar com os seus pares, a restante comunidade académica e a sociedade em geral sobre a área em que são especializados;
- Ser capazes de, numa sociedade baseada no conhecimento, promover, em contexto académico e ou profissional, o progresso tecnológico, social ou cultural.
Ora este conjunto de competências é desenvolvido sequencialmente ao longo do curso. Durante os dois primeiros semestres mediante a participação nas unidades curriculares previstas e a reflexão crítica que deve levar à formulação do Projecto de Tese; depois, no desenrolar da investigação prevista no projecto e, por fim, ao longo do trabalho que culmina com a redacção da tese

Acesso a um Nível de Estudos Superior

n.a.

Plano de Estudos

Percursos
Instrumentação
Metrologia e Qualidade

Ano lectivo
2018-2019

Tipo de Curso
3º Ciclo - Doutoramento

Código DGES: 5552

Qualificação Atribuída: Doutor

Duração: 6 Semestre(s)

Créditos ECTS: 180.0

Propina Anual: 2750.0


Candidaturas

Avisos de Abertura


Calendário

1º Semestre
Data de início: 10-09-2018
Data de fim: 20-12-2018
2º Semestre
Data de início: 04-02-2019
Data de fim: 30-05-2019

Acreditações

Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior
2016-10-06 a 2022-10-05
Direcção Geral de Ensino Superior
2011-03-18