a carregar...

Mestrado em História

Faculdade de Letras

abrir site outros cursos
Ano lectivo

2017-2018

Código DGES

6158

Tipo de Curso

2º Ciclo - Mestrado de Continuidade

Qualificação Atribuída

Mestre

Duração

2 Ano(s)

Créditos ECTS

120.0

Categoria

Mestrado de Continuidade

Coordenador(es) do Curso

Maria Alegria Fernandes Marques (mfm@fl.uc.pt)

Coordenador(es) Departamental(ais) ECTS

Maria Margarida Sobral Silva Neto (mneto@fl.uc.pt)

Objetivos Gerais do Curso
Centrando a temática dos seminários em grandes áreas do conhecimento histórico (história económica e social, história política, história cultural, etc) ou em temas mais específicos, o 2º ciclo de História dá sequência à aprendizagem do 1º ciclo. Mas ao dar também uma maior atenção às fontes históricas e seu tratamento, tem também em vista a produção de trabalhos científicos de pequena ou, no caso da dissertação, de média dimensão. Deste modo, o 2º ciclo visará promover o aprofundamento do saber relativo à História de Portugal, da Europa e do Mundo em diferentes perspetivas, das quais se poderão salientar:
1. Consolidação de saberes tradicionais e possibilidade de cultivo de novas áreas de pesquisa.
2. Reflexão sobre problemáticas, conceitos e modelos teóricos e interpretativos em diálogo inter e transdisciplinar com outras Ciências Sociais e Humanas.
3. Dotação dos alunos de competências e de instrumentos metodológicos e teóricos específicos para a pesquisa e a construção histórica.
Objetivos da Aprendizagem e Competências a Desenvolver
Alicerçando-se nas aprendizagens do primeiro ciclo o aluno reforçará as competências seguintes:
- Competência de definir temas e elaborar projetos de investigação.
- Capacidade de pesquisar, decifrar e analisar criticamente a informação, incluindo informação complexa e contraditória, em fontes historiográficas e documentais.
- Aprofundar conhecimentos em algumas áreas científicas afins da História: paleografia, diplomática, codicologia, genealogia, cartografia histórica, bem como no campo das Humanidades e das Ciências Sociais.
- Utilizar novas metodologias, nomeadamente as inerentes à Informática Aplicada.
- Capacidade de expor, com clareza, ao nível da oralidade e da escrita, os resultados da investigação, nomeadamente a competência de editar fontes e elaborar textos historiográficos de acordo com as normas científicas históricas.
Regime de Estudo
Presencial
Acesso a um Nível de Estudos Superior
A qualificação dá acesso a formação de nível superior, nomeadamente a estudos de terceiro ciclo.
Condições de Acesso e Ingresso

1 - Podem candidatar-se ao acesso ao ciclo de estudos conducente ao grau de mestre:
a) Titulares do grau de licenciado ou equivalente legal;
b) Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1º ciclo de estudos, organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este Processo;
c) Titulares de grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado pelo Conselho Científico da Faculdade de Letras;
d) Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional que o conselho científico considere conferir capacidade para a realização deste ciclo de estudos pelo Conselho Científico da Faculdade de Letras;
2 - O reconhecimento a que se referem as alíneas b) a d) do n.º 1 tem como efeito apenas o acesso ao ciclo de estudos conducente ao grau de mestre e não confere ao seu titular a equivalência ao grau de licenciado ou o reconhecimento desse grau.

A informação disponibilizada não dispensa a consulta do Aviso de Abertura disponível nesta página.

Reconhecimento da Aprendizagem Prévia
De acordo com o Regulamento de Creditação de Formação Anterior e de Experiência Profissional da Universidade de Coimbra.
Enquadramento Legal da Qualificação
A qualificação tem enquadramento no Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de março, na redação atual; Portaria n.º 782/2009, de 23 de julho.
Saídas Profissionais
Os mestres em História ficam habilitados a desenvolver atividades nas áreas da cultura e do património, estando habilitados para desempenhar funções de assessoria cultural em diversas instituições, públicas e privadas, tais como: autarquias, associações culturais e cívicas. A formação adquirida tem validade no mundo empresarial contemporâneo, na produção de conteúdos históricos (filmes e jogos multimédia), recriação de eventos históricos, produção de informação para projetos de desenvolvimento nas áreas do património e turismo.
Regras de Avaliação e Classificação
Sendo a avaliação uma atividade pedagógica indissociável do ensino, destina-se a apurar as competências e os conhecimentos adquiridos pelos estudantes, o seu espírito crítico, a capacidade de enunciar e de resolver problemas, bem como o seu domínio da exposição escrita e oral. São admitidos a provas de avaliação os estudantes inscritos nas respetivas unidades curriculares no ano letivo a que as provas dizem respeito e, simultaneamente, inscritos nessas provas, quando tal inscrição for necessária, nos termos do nº 6 do artigo 4º do Regulamento Pedagógico da Universidade de Coimbra. Entendem-se por elementos de avaliação os seguintes exemplos: Exame escrito ou oral, testes, trabalhos escritos ou práticos, bem como projetos, individuais ou em grupo, que poderão ter de ser defendidos oralmente e a participação nas aulas. A avaliação de cada unidade curricular pode incluir um ou mais dos elementos de avaliação indicados anteriormente. A classificação de cada estudante, para cada unidade curricular, traduz-se num valor inteiro compreendido entre 0 e 20 valores e consideram-se aprovados os estudantes que obtiverem a classificação final mínima de 10 valores. Sempre que a avaliação de uma unidade curricular compreenda mais do que um elemento de avaliação, a nota final é calculada a partir das classificações obtidas em cada elemento de avaliação, através de uma fórmula tornada pública através da ficha anual de unidade curricular, nos termos do nº 2 do artigo 7º do RPUC.
Requisitos para Obtenção da Qualificação

Obtenção com aproveitamento a um conjunto de unidades curriculares que perfaçam um total de 120 ECTS que incluem também a realização e discussão pública de uma dissertação ou de um trabalho de projeto.

Plano de Estudos
Percursos
Avisos de Abertura
Calendário
1º Semestre
Data de início: 11-09-2017
Data de fim: 21-12-2017
2º Semestre
Data de início: 05-02-2018
Data de fim: 30-05-2018
Acreditações
- A3ES
Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior
Período(s)
  • 2015-07-15 a 2021-07-14
R/A-Cr 201/2015 - DGES
Direcção Geral de Ensino Superior
Período(s)
  • 2015-08-13