a carregar...

Mestrado em Química Forense

Departamento de Química

abrir site outros cursos
Ano lectivo

2017-2018

Plano de estudos em processo de alteração para 2017/2018.

Código DGES

M155

Tipo de Curso

2º Ciclo - Mestrado de Especialização Avançada

Qualificação Atribuída

Mestre

Duração

2 Ano(s)

Créditos ECTS

120.0

Categoria

Mestrado de Especialização Avançada

Coordenador(es) do Curso

Maria Ermelinda da Silva Eusébio (quierme@ci.uc.pt)

Coordenador(es) Departamental(ais) ECTS

Mário Túlio dos Santos Rosado (mtulio@qui.uc.pt)

Objetivos Gerais do Curso
O Mestrado em Química Forense, organizado pelo Departamento de Química da Faculdade de Ciências e Tecnologia com a colaboração da Faculdade de Medicina, Instituto de Medicina Legal e Polícia Judiciária, visa fornecer a preparação adequada para planear, executar e interpretar análises químicas em contexto de investigação forense e criminal; proporcionar conhecimentos avançados de métodos modernos de análise de produtos vestigiais em amostras periciais; desenvolver a utilização crítica de técnicas avançadas de análise; preparar para problemas complexos de foro multidisciplinar, incluindo ética e direito.
O estudante, após conclusão de 60 ECTS (1º ano), poderá solicitar um diploma de pós-graduação na área de especialização.
Regime de Estudo
A tempo integral em regime presencial
Acesso a um Nível de Estudos Superior
Os detentores do grau podem aceder a estudos de Doutoramento.
Condições de Acesso e Ingresso

i) Titulares do grau de licenciado ou equivalente legal;
ii) Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este Processo;
iii) Titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objectivos do grau de licenciado, pelo Conselho Científico da Faculdade de Ciências e Tecnologia;
iv) Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos, pelo Conselho Científico da Faculdade de Ciências e Tecnologia.

A informação disponibilizada não dispensa a consulta do Aviso de Abertura disponível nesta página.

Reconhecimento da Aprendizagem Prévia
Cadidatos a este Mestrado são seriados tendo em conta o item experiência profissional na área.
Enquadramento Legal da Qualificação
A qualificação tem enquadramento no Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de Março, alterado e republicado pelo DL n.º 107/2008, de 25 de Junho; Portaria n.º 782/2009, de 23 de Julho.
Saídas Profissionais
Os mestres em Química Forense adquirem uma formação adequada para poderem ingressar em laboratórios de análise de Medicina Legal, laboratórios de análise química na Polícia Científica e outros. Podem ainda desempenhar funções de consultadoria pericial.
Regras de Avaliação e Classificação
Sendo a avaliação uma atividade pedagógica indissociável do ensino, destina-se a apurar as competências e os conhecimentos adquiridos pelos estudantes, o seu espírito crítico, a capacidade de enunciar e de resolver problemas, bem como o seu domínio da exposição escrita e oral. São admitidos a provas de avaliação os estudantes inscritos nas respetivas unidades curriculares no ano letivo a que as provas dizem respeito e, simultaneamente, inscritos nessas provas, quando tal inscrição for necessária, nos termos do nº 6 do artigo 4º do Regulamento Pedagógico da Universidade de Coimbra. Entendem-se por elementos de avaliação os seguintes exemplos: Exame escrito ou oral, testes, trabalhos escritos ou práticos, bem como projetos, individuais ou em grupo, que poderão ter de ser defendidos oralmente e a participação nas aulas. A avaliação de cada unidade curricular pode incluir um ou mais dos elementos de avaliação indicados anteriormente. A classificação de cada estudante, para cada unidade curricular, traduz-se num valor inteiro compreendido entre 0 e 20 valores e consideram-se aprovados os estudantes que obtiverem a classificação final mínima de 10 valores. Sempre que a avaliação de uma unidade curricular compreenda mais do que um elemento de avaliação, a nota final é calculada a partir das classificações obtidas em cada elemento de avaliação, através de uma fórmula tornada pública na ficha de unidade curricular, nos termos do nº 2 do artigo 7.º do RPUC.
Requisitos para Obtenção da Qualificação

Os alunos têm que obter um mínimo de 120 ECTS, completando com sucesso unidades curriculares (60 ECTS) e escrevendo uma tese (60 ECTS).

Plano de Estudos
Avisos de Abertura
Calendário
1º Semestre
Data de início: 11-09-2017
Data de fim: 21-12-2017
2º Semestre
Data de início: 05-02-2018
Data de fim: 30-05-2018
Acreditações
- A3ES
Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior
Período(s)
  • 2015-06-09 a 2021-06-08
R/A-Ef 1582/2011 - DGES
Direcção Geral de Ensino Superior
Período(s)
  • 2011-03-18