Mestrado em Métodos Quantitativos em Finanças

Objetivos do Curso

A complexidade dos mercados financeiros exige, atualmente, técnicas quantitativas avançadas em que a Matemática desempenha um papel fundamental. As instituições financeiras, públicas e privadas, contratam profissionais com conhecimentos em Matemática (em particular Estatística e Otimização), capazes de responder aos diversos desafios quantitativos provenientes de tratamento e análise de informação e o apoio à decisão. O Mestrado em Métodos Quantitativos em Finanças procura dar resposta à procura deste tipo de qualificações.

Pretende-se
(1) transmitir um conjunto de conhecimentos na área da Matemática essenciais para tarefas como a atribuição de preços a derivados financeiros, a gestão do risco, o tratamento de séries financeiras e a seleção de carteiras, e
(2) articular esta aprendizagem, de modo apropriado, com o estudo sobre a mecânica dos mercados financeiros e de derivados financeiros.

Condições de Acesso e Ingresso

O Mestrado em Métodos Quantitativos em Finanças destina-se fundamentalmente a:
1) Profissionais que, com formação inicial na área da Economia ou Gestão ou em Engenharias (licenciatura ou mestrado), exerçam actividade financeira;
2) Recém-licenciados em áreas de Ciências Fundamentais (Matemática e Física) ou na área da Economia ou Gestão.

Condições formais de acesso (apenas em português):
a) Titulares do grau de licenciado ou equivalente legal;
b) Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este Processo;
c) Titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado, pelo Conselho Científico (CC) da FCTUC;
d) Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos, pelo CC da FCTUC.

A informação disponibilizada não dispensa a consulta do Aviso de Abertura disponível nesta página.

Saídas Profissionais

O caráter interdisciplinar deste Mestrado proporcionará a aquisição de competências, tanto teóricas como práticas, nas áreas da Matemática, da Economia e das Finanças que vão ao encontro das diferentes perspetivas de interpretação, análise e decisão que podem ocorrer nos Mercados Financeiros.
Assim, o presente ciclo de estudos permite formar, ou contribuir para a formação, de:
- Analistas quantitativos com conhecimentos sólidos nas áreas de formação indicadas anteriormente e com capacidade para desenvolver trabalho em Bancos de Investimento, Empresas de Consultadoria e Auditoria, Fundos de Pensões, Bolsas de Valores e Empresas Seguradoras;
- Investigadores com potencial para inovar e criar em problemas de Matemática relacionados com Economia e Finança.

Regime de Estudo

Presencial/Diurno

Língua(s) de Aprendizagem / Avaliação

Português

Regras de Avaliação

Sendo a avaliação uma atividade pedagógica indissociável do ensino, destina-se a apurar as competências e os conhecimentos adquiridos pelos estudantes, o seu espírito crítico, a capacidade de enunciar e de resolver problemas, bem como o seu domínio da exposição escrita e oral. São admitidos a provas de avaliação os estudantes inscritos nas respetivas unidades curriculares no ano letivo a que as provas dizem respeito e, simultaneamente, inscritos nessas provas, quando tal inscrição for necessária, nos termos do nº 6 do artigo 4º do Regulamento Pedagógico da Universidade de Coimbra. Entendem-se por elementos de avaliação os seguintes exemplos: Exame escrito ou oral, testes, trabalhos escritos ou práticos, bem como projetos, individuais ou em grupo, que poderão ter de ser defendidos oralmente e a participação nas aulas. A avaliação de cada unidade curricular pode incluir um ou mais dos elementos de avaliação indicados anteriormente. A classificação de cada estudante, para cada unidade curricular, traduz-se num valor inteiro compreendido entre 0 e 20 valores e consideram-se aprovados os estudantes que obtiverem a classificação final mínima de 10 valores. Sempre que a avaliação de uma unidade curricular compreenda mais do que um elemento de avaliação, a nota final é calculada a partir das classificações obtidas em cada elemento de avaliação, através de uma fórmula tornada pública pela ficha anual de unidade curricular, nos termos do nº 2 do artigo 7º do RPUC.

Objetivos da Aprendizagem e Competências a Desenvolver

Espera-se que ao longo do curso os estudantes desenvolvam as capacidades que permitam:
a) Resolver problemas em situações novas e não familiares, em contextos alargados e multidisciplinares, ainda que relacionados com a sua área de estudo;
b) Lidar com questões complexas, desenvolver soluções ou emitir juízos em situações de informação limitada ou incompleta, e refletir sobre as implicações e responsabilidades éticas e sociais que resultem dessas soluções e desses juízos ou os condicionem;
c) Comunicar as suas conclusões e os conhecimentos e raciocínios a elas subjacentes, quer a especialistas quer a não especialistas, de uma forma clara e sem ambiguidades;
d) Revelar disponibilidade para uma contínua aprendizagem ao longo da sua vida profissional.
Espera-se, ainda, que o estudante desenvolva uma atividade de investigação autónoma, consubstanciada num trabalho de Projeto, ao qual deve corresponder um aprofundamento de competências profissionais na área da Quantificação em Finanças.

Coordenador(es) do Curso

Ana Margarida Machado Monteiro
ammm@fe.uc.pt

José Luís Esteves dos Santos
zeluis@mat.uc.pt

Coordenador de mobilidade

Daniel Alexandre Peralta Marques Pinto
dpinto@mat.uc.pt

Reconhecimento da Aprendizagem Prévia

O reconhecimento da aprendizagem prévia é efetuada de acordo com o Regulamento de Creditação de Formação Anterior e de Experiência Profissional da Universidade de Coimbra.

Enquadramento Legal da Qualificação

A qualificação tem enquadramento no Decreto-Lei nº 74/2006 de 24 de março, na redação atual.

Requisitos para Obtenção da Qualificação

A obtenção do diploma de Mestrado requer 90 créditos, segundo o sistema europeu de transferência de créditos (ECTS).

Acesso a um Nível de Estudos Superior

Doutoramento.

Plano de Estudos

Mestrado em Métodos Quantitativos em Finanças

Ano lectivo
2021-2022

Tipo de Curso
2º Ciclo - Mestrado de Formação ao Longo da Vida

Código DGES: 6732

Qualificação Atribuída: Mestre

Duração: 3 Semestre(s)

Créditos ECTS: 90.0

Categoria: Mestrado de Formação ao Longo da Vida


Candidaturas

Avisos de Abertura


Calendário

1º Semestre
Data de início: 20-09-2021
Data de fim: 18-12-2021
2º Semestre
Data de início: 07-02-2022
Data de fim: 21-05-2022

Acreditações

Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior
2020-07-31 a 2026-07-30
Direcção Geral de Ensino Superior
2011-03-18

Documentos

27_2019_Decisão do Conselho de Administração

17_2019_Guião de autoavaliação