Mestrado Integrado em Engenharia Física

Objetivos do Curso

O Mestrado Integrado em Engenharia Física é desenhado com o objectivo de desenvolver nos estudantes a capacidade de aplicar princípios científicos e de engenharia à resolução de problemas multidisciplinares em áreas tecnológicas associadas à Física Moderna, dando-lhes o treino profissional necessário à inserção no Mercado de trabalho e potenciando a sua capacidade de aprendizagem ao longo da sua carreira.

Condições de Acesso e Ingresso

Provas de Ingresso: Física e Química (07), Matemática A (19)

Nota mínima nas provas de ingresso (0-200): 95

Nota mínima de candidatura (0-200): 100

A informação disponibilizada não dispensa a consulta à página da Direção Geral do Ensino Superior (DGES) e/ou a página dos Candidatos. Consultar página web da DGES e dos Candidatos

Saídas Profissionais

Áreas de instrumentação médica e industrial, materiais, controlo e gestão, controlo de qualidade, manutenção, desenvolvimento de software, docência e investigação no Ensino Superior. Encontram-se engenheiros físicos em grandes grupos nacionais e transnacionais (TAP, Soporcel, Ford, VV, Revigrés, Roca, SSGP, EDP, Edinfor, Sonae, Cofina, ABB, Siemens, Opel, Kuka. Outros destes profissionais estão em pequenas e médias empresas (sobretudo em áreas de instrumentação e de software), nalguns casos como empreendedores.

Regime de Estudo

Diurno, Regime de tempo integral e Presencial

Língua(s) de Aprendizagem / Avaliação

Português

Regras de Avaliação

Sendo a avaliação uma atividade pedagógica indissociável do ensino, destina-se a apurar as competências e os conhecimentos adquiridos pelos estudantes, o seu espírito crítico, a capacidade de enunciar e de resolver problemas, bem como o seu domínio da exposição escrita e oral. São admitidos a provas de avaliação os estudantes inscritos nas respetivas unidades curriculares no ano letivo a que as provas dizem respeito e, simultaneamente, inscritos nessas provas, quando tal inscrição for necessária, nos termos do nº 6 do artigo 4º do Regulamento Pedagógico da Universidade de Coimbra. Entendem-se por elementos de avaliação os seguintes exemplos: Exame escrito ou oral, testes, trabalhos escritos ou práticos, bem como projetos, individuais ou em grupo, que poderão ter de ser defendidos oralmente e a participação nas aulas. A avaliação de cada unidade curricular pode incluir um ou mais dos elementos de avaliação indicados anteriormente. A classificação de cada estudante, para cada unidade curricular, traduz-se num valor inteiro compreendido entre 0 e 20 valores e consideram-se aprovados os estudantes que obtiverem a classificação final mínima de 10 valores. Sempre que a avaliação de uma unidade curricular compreenda mais do que um elemento de avaliação, a nota final é calculada a partir das classificações obtidas em cada elemento de avaliação, através de uma fórmula tornada pública através da ficha anual de unidade curricular, nos termos do nº 2 do artigo 7º do RPUC.

Objetivos da Aprendizagem e Competências a Desenvolver

- Conhecimentos gerais nas áreas da Física, Matemática e Programação e de especialidade obtidos nas disciplinas avançadas,
- Capacidade de aplicar os conhecimentos na prática, capacidade de análise e de síntese, criatividade e a capacidade de adaptação a novas situações, que estão associadas de forma indelével à Engenharia Física em conformidade com o estudo europeu Tuning desenvolvido pelo Grupo de Missão para o Espaço Europeu do Ensino Superior.
- Capacidade de organização/planificação e a capacidade de gestão da informação;
- Competências relacionadas com a diversidade, multiculturalidade, conhecimentos de línguas estrangeiras e, em geral, as relacionadas com as relações interpessoais.

Coordenador(es) do Curso

José Paulo Pires Domingues
zepaulo@ci.uc.pt

Coordenador de mobilidade

Maria Isabel Silva Ferreira Lopes
isabel@lipc.fis.uc.pt

Reconhecimento da Aprendizagem Prévia

Pode ser solicitada a atribuição de creditações de acordo com o Regulamento de Creditação de Formação Anterior e de Experiência Profissional da UC.

Enquadramento Legal da Qualificação

DL n.º 74/2006, de 24/3, na redação atual (alterado pelos Decretos Lei n.º 107/2008, de 25/6, n.º 230/2009, de 14/9, retificado pela Declaração de Retificação n.º 81/2009, de 27/10, e Decreto-Lei n.º 115/2013, de 7 de agosto, com republicação)

Requisitos para Obtenção da Qualificação

Para a obtenção do diploma do Mestrado Integrado em Engenharia Física, devem ser realizados com sucesso os 300 ECTS, relativos às unidades curriculares do plano de estudos.

Acesso a um Nível de Estudos Superior

Doutoramento.

Plano de Estudos

Tronco comum
Mestrado Integrado em Engenharia Física
Áreas de especialização
Instrumentação
Metrologia e Qualidade

Ano lectivo
2018-2019

Tipo de Curso
1º e 2º Ciclo - Mestrado Integrado

Código DGES: 9368

Qualificação Atribuída: Mestre

Duração: 5 Ano(s)

Créditos ECTS: 300.0

Categoria: Mestrado Integrado


Candidaturas

Avisos de Abertura


Calendário

1º Semestre
Data de início: 10-09-2018
Data de fim: 20-12-2018
2º Semestre
Data de início: 04-02-2019
Data de fim: 30-05-2019

Acreditações

Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior
2012-05-24 a 2018-05-23
Direcção Geral de Ensino Superior
2012-06-06