Mestrado Integrado em Engenharia Mecânica

Objetivos do Curso

O nível de conhecimentos técnicos e científicos exigido a um aluno do MIEM, em cada uma das suas duas áreas de especialização, que aliados a uma capacidade integradora e ao desenvolvimento de um forte espírito crítico, fazem com que os alunos sejam capazes de solucionar problemas complexos em diversos sectores industriais , tais como: metalomecânica, transportes, energia, aquecimento, ventilação, instalações industriais, plásticos e moldes, entre muitos outros.
Os titulares do MIEM têm acesso ao exercício da profissão de engenheiro na indústria, serviços e sector público.
Os alunos do MIEM têm a oportunidade de desenvolver trabalho original, através da sua dissertação de mestrado, que pode decorrer em ambiente académico ou industrial, em contexto de investigação mais ou menos aplicada. Em cada área de especialização do curso, existem ainda disciplinas com um forte pendor de
estímulo a inovação, quer pelos conhecimentos que proporcionam quer pelos desafios que colocam ao estudante.

Condições de Acesso e Ingresso

Provas de Ingresso: Física e Química (07) e Matemática A (19).

A informação disponibilizada não dispensa a consulta à página da Direção Geral do Ensino Superior (DGES) e/ou a página dos Candidatos. Consultar página web da DGES e dos Candidatos

Saídas Profissionais

As saídas profissionais para os detentores de formação em Engenharia Mecânica são talvez as mais abrangentes no mercado de emprego em Engenharia. Com efeito, os Engenheiros Mecânicos, como profissionais habilitados a desempenhar funções nas áreas de Concepção, Projeto, Fabrico, Manutenção, Gestão e Consultadoria, encontram facilmente emprego em Empresas de praticamente todos os sectores económicos. Os Engenheiros Mecânicos formados pela FCTUC têm elevada empregabilidade. Num inquérito recentemente efectuado aos antigos alunos do DEM/FCTUC, 90% dos inquiridos tinha conseguido um emprego em menos de um mês após a conclusão do ciclo de estudos.

Regime de Estudo

A tempo integral e regime presencial

Língua(s) de Aprendizagem / Avaliação

Português

Regras de Avaliação

Sendo a avaliação uma atividade pedagógica indissociável do ensino, destina-se a apurar as competências e os conhecimentos adquiridos pelos estudantes, o seu espírito crítico, a capacidade de enunciar e de resolver problemas, bem como o seu domínio da exposição escrita e oral. São admitidos a provas de avaliação os estudantes inscritos nas respetivas unidades curriculares no ano letivo a que as provas dizem respeito e, simultaneamente, inscritos nessas provas, quando tal inscrição for necessária, nos termos do nº 6 do artigo 4º do Regulamento Pedagógico da Universidade de Coimbra. Entendem-se por elementos de avaliação os seguintes exemplos: Exame escrito ou oral, testes, trabalhos escritos ou práticos, bem como projetos, individuais ou em grupo, que poderão ter de ser defendidos oralmente e a participação nas aulas. A avaliação de cada unidade curricular pode incluir um ou mais dos elementos de avaliação indicados anteriormente. A classificação de cada estudante, para cada unidade curricular, traduz-se num valor inteiro compreendido entre 0 e 20 valores e consideram-se aprovados os estudantes que obtiverem a classificação final mínima de 10 valores. Sempre que a avaliação de uma unidade curricular compreenda mais do que um elemento de avaliação, a nota final é calculada a partir das classificações obtidas em cada elemento de avaliação, através de uma fórmula tornada pública na ficha de unidade curricular, nos termos do nº 2 do artigo 7.º do RPUC.

Objetivos da Aprendizagem e Competências a Desenvolver

De acordo com o espirito do mestrado integrado, os três primeiros anos têm um carácter essencialmente estruturante e de banda larga, dando uma formação de 1º Ciclo em todas as áreas formativas, nomeadamente, Matemática, Física, Programação, Termodinâmica, Fluidos e Materiais. Nos dois últimos anos complementa-se a formação em matérias de interesse geral para áreas formativas
finais. Surge aqui alguma formação nas áreas transversais (Higiene e Segurança, Manutenção) e nas áreas complementares (Eletrotecnia, Economia, Gestão) que assumem grande relevância em muitos contextos profissionais de Engenharia Mecânica. A integração e aplicação dos conhecimentos adquiridos é feita nas unidades curriculares de Projeto de Sistemas e Dissertação de Mestrado. Deste modo, o curso articula-se em torno de “linhas formativas principais”, todas elas com maior ou menor profundidade e autonomia formativa, com uma boa largura de banda. As linhas formativas principais podem ser resumidas nos seguintes aspectos: Conceção e Projeto Mecânico, Tecnologias de Produção, Energia e Ambiente, Medicão, Controlo e Atuação e Gestão Industrial. A grande oportunidade do curso para o estudante desenvolver trabalho original surge na dissertação de mestrado, que pode decorrer em ambiente académico ou industrial, em contexto de investigação mais ou menos aplicada. Em cada área de especialização do curso, existem ainda disciplinas com um forte pendor de estímulo à inovação, quer pelos conhecimentos que proporcionam, quer pelos desafios que colocam ao
estudante.

Coordenador(es) do Curso

António Manuel Mendes Raimundo
antonio.raimundo@dem.uc.pt

Coordenador de mobilidade

Fernando Jorge Ventura Antunes
fernando.ventura@dem.uc.pt

Reconhecimento da Aprendizagem Prévia

Aprendizagem prévia pode ser reconhecida de acordo com o regulamento da Universidade de Coimbra.

Enquadramento Legal da Qualificação

Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de março, na sua redação atual.

Requisitos para Obtenção da Qualificação

Defesa pública de uma dissertação

Acesso a um Nível de Estudos Superior

Os titulares do MIEM poderão ter acesso a um 3º ciclo de estudos, conducente ao grau de Doutor, em áreas de engenharia.

Plano de Estudos

Tronco comum
Mestrado Integrado em Engenharia Mecânica
Áreas de especialização
Energia e Ambiente
Produção e Projeto

Ano lectivo
2018-2019

Tipo de Curso
1º e 2º Ciclo - Mestrado Integrado

Código DGES: 9369

Qualificação Atribuída: Mestre

Duração: 10 Semestre(s)

Créditos ECTS: 300.0

Categoria: Mestrado Integrado


Candidaturas

Avisos de Abertura


Calendário

1º Semestre
Data de início: 10-09-2018
Data de fim: 20-12-2018
2º Semestre
Data de início: 04-02-2019
Data de fim: 30-05-2019

Acreditações

Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior
2014-10-30 a 2020-10-29
Direcção Geral de Ensino Superior
2011-03-18