Mestrado em Engenharia e Gestão Industrial

Objetivos do Curso

O Mestrado em Engenharia e Gestão Industrial tem por objetivo dotar os seus alunos de capacidades que lhes permitam planear e gerir sistemas complexos, com fortes interações entre as variáveis humanas, financeiras, organizacionais e tecnológicas, proporcionando aos alunos uma formação sólida necessária para a sua integração no mercado de trabalho. Pretende-se assim formar quadros com competências para exercer atividades, no sector industrial e dos serviços, nas várias áreas de intervenção de um Engenheiro Industrial. O curso visa ainda fornecer uma base científica sólida na área da Engenharia e Gestão Industrial, proporcionando aos alunos as qualificações necessárias para prosseguir estudos de 3º ciclo. No final da sua formação espera-se que o aluno demonstre competências para: (1) utilizar os princípios da Engenharia e Gestão Industrial para resolver problemas reais complexos e (2) ultrapassar os desafios colocados a ele próprio, à organização onde exerce a sua atividade e à comunidade.

Condições de Acesso e Ingresso

1. Podem candidatar-se ao acesso ao ciclo de estudos conducente ao grau de mestre:
a) Os titulares do grau de licenciado ou equivalente legal na área de engenharia ou cursos de gestão;
b) Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este Processo, nas áreas referidas na alínea a);
c) Titulares de um grau académico superior obtido no estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objectivos do grau de licenciado pelo Conselho Científico da FCTUC;
d) Em casos devidamente justificados, os detentores de um currículo científico e profissional relevante para a frequência deste ciclo de estudos e que, como tal, que seja reconhecido pelo Conselho Científico da FCTUC.
2 - O reconhecimento a que se referem as alíneas b) a d) do n.º 1 tem como efeito apenas o acesso ao ciclo de estudos conducente ao grau de mestre e não confere ao seu titular a equivalência ao grau de licenciado ou o reconhecimento desse grau.

A informação disponibilizada não dispensa a consulta do Aviso de Abertura disponível nesta página.

Saídas Profissionais

A formação em Engenharia e Gestão Industrial é a resposta para uma figura profissional emergente; o Engenheiro-Gestor. Essa nova figura evoluiu naturalmente devido às necessidades do mundo industrializado. O seu papel consiste em planear e gerir sistemas complexos com uma forte interação entre variáveis tecnológicas, económicas e organizacionais, com um enfoque na eficiência, produtividade e qualidade. Dada a sua formação, o Mestre em Engenharia e Gestão Industrial pode encontrar emprego em empresas industriais ou de serviços, consultoras e instituições financeiras, abarcando um vasto leque de atividades como: planear e gerir sistemas de produção ou logísticos, planeamento estratégico, garantir a qualidade de produtos e serviços e a segurança dos operadores, gestão e planeamento da inovação e da tecnologia, liderar processos de melhoria contínua ou na gestão de empresas. Um inquérito recente aos Mestres em Engenharia e Gestão Industrial já formados pelo DEM-FCTUC mostra que estes se encontram a realizar atividades nos serviços, em empresas de consultoria e, maioritariamente, no setor industrial em funções ligadas à: produção, qualidade, logística, manutenção e melhoria de processos.

Regime de Estudo

A tempo integral e regime presencial

Regras de Avaliação

Sendo a avaliação uma atividade pedagógica indissociável do ensino, destina-se a apurar as competências e os conhecimentos adquiridos pelos estudantes, o seu espírito crítico, a capacidade de enunciar e de resolver problemas, bem como o seu domínio da exposição escrita e oral. São admitidos a provas de avaliação os estudantes inscritos nas respetivas unidades curriculares no ano letivo a que as provas dizem respeito e, simultaneamente, inscritos nessas provas, quando tal inscrição for necessária, nos termos do nº 6 do artigo 4º do Regulamento Pedagógico da Universidade de Coimbra. Entendem-se por elementos de avaliação os seguintes exemplos: Exame escrito ou oral, testes, trabalhos escritos ou práticos, bem como projetos, individuais ou em grupo, que poderão ter de ser defendidos oralmente e a participação nas aulas. A avaliação de cada unidade curricular pode incluir um ou mais dos elementos de avaliação indicados anteriormente. A classificação de cada estudante, para cada unidade curricular, traduz-se num valor inteiro compreendido entre 0 e 20 valores e consideram-se aprovados os estudantes que obtiverem a classificação final mínima de 10 valores. Sempre que a avaliação de uma unidade curricular compreenda mais do que um elemento de avaliação, a nota final é calculada a partir das classificações obtidas em cada elemento de avaliação, através de uma fórmula tornada pública através da ficha anual de unidade curricular, nos termos do nº 2 do artigo 7º do RPUC. A disciplina de Dissertação/Estágio é avaliada em provas públicas perante um júri composto por três elementos.

Objetivos da Aprendizagem e Competências a Desenvolver

As principais competências a desenvolver pelos alunos ao longo do curso são: Aplicar conhecimentos de matemática, ciências, engenharia e Gestão Industrial; Analisar e interpretar dados; Projetar um sistema ou processo para responder às necessidades considerando restrições realísticas de vários tipos – económicas, ambientais, sociais, éticas, de produtividade e sustentabilidade; Trabalhar em equipas multidisciplinares; Identificar, formular e resolver problemas típicos de Engenharia e Gestão Industrial; Comunicar de forma eficaz; Reconhecer a necessidade e ter capacidade para prosseguir a sua formação ao longo da vida; Planear, implementar e melhorar sistemas que incluem pessoas, materiais, informação, equipamentos e energia, utilizando as ferramentas analíticas, computacionais e experimentais adquiridas ao longo do curso.

Coordenador(es) do Curso

Cristóvão Silva
cristovao.silva@dem.uc.pt

Coordenador de mobilidade

Fernando Jorge Ventura Antunes
fernando.ventura@dem.uc.pt

Reconhecimento da Aprendizagem Prévia

Existe o reconhecimento de formação prévia de acordo com o Regulamento de Creditação de Formação Anterior e de Experiência Profissional da Universidade de Coimbra, Regulamento n.º 191/2014, Diário da República, 2º série, Nº 93 de 15 de maio de 2014.

Enquadramento Legal da Qualificação

A qualificação tem enquadramento no Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de Março, alterado e republicado pelo DL n.º 107/2008, de 25 de Junho; Portaria n.º 782/2009, de 23 de Julho.

Requisitos para Obtenção da Qualificação

Defesa pública de uma dissertação

Acesso a um Nível de Estudos Superior

Os titulares do Mestrado em Engenharia e Gestão Industrial poderão ter acesso a um 3º ciclo de estudos, conducente ao grau de Doutor, em áreas de engenharia ou Gestão

Plano de Estudos

Engenharia e Gestão Industrial

Ano lectivo
2018-2019

Tipo de Curso
2º Ciclo - Mestrado de Continuidade

Código DGES: 9420

Qualificação Atribuída: Mestre

Duração: 4 Semestre(s)

Créditos ECTS: 120.0

Categoria: Mestrado de Continuidade


Candidaturas

Avisos de Abertura


Calendário

1º Semestre
Data de início: 10-09-2018
Data de fim: 20-12-2018
2º Semestre
Data de início: 04-02-2019
Data de fim: 30-05-2019

Acreditações

Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior
2015-02-18 a 2021-02-17
Direcção Geral de Ensino Superior
2011-03-18