Pós-Graduação em Reabilitação Oral Protética

Objetivos do Curso

Ensinar particularmente as ciências biomédicas relacionadas com a Reabilitação Oral Protética; Estimular o desenvolvimento de uma atitude científica para a formulação e estimulação do interesse profissional; Ensinar os princípios de metodologia científica; Ensinar a interpretar a literatura; estimular as actividades de pesquisa e a apresentação oral e escrita dos resultados científicos e clínicos.

Condições de Acesso e Ingresso

O Curso de pós-graduação de Reabilitação Oral Protética destina-se a Graduados em Medicina (com a especialidade de Estomatologia) e a Graduados em Medicina Dentária que desejem vir a praticar a especialidade.
Poderão candidatar-se ao curso apenas os titulares de um diploma do 2º Ciclo Integrado ou licenciados em Medicina Dentária Pré-Bolonha, ou em Medicina com Especialidade de Estomatologia.

A informação disponibilizada não dispensa a consulta do Aviso de Abertura disponível nesta página.

Saídas Profissionais

O Curso de pós-graduação em Reabilitação Oral Protética destina-se a Graduados em Medicina (com a especialidade de Estomatologia) e a Graduados em Medicina Dentária que desejem vir a praticar a especialidade.
Os detentores deste curso adquirem as competências necessárias para se especializarem na reabilitação oral protética


Regime de Estudo

O Curso é ministrado a tempo integral ou parcial, em regime presencial e horário diúrno

Língua(s) de Aprendizagem / Avaliação

O Curso é ministrado a tempo integral ou parcial, em regime presencial e horário diúrno

Regras de Avaliação

Sendo a avaliação uma atividade pedagógica indissociável do ensino, destina-se a apurar as competências e os conhecimentos adquiridos pelos estudantes, o seu espírito crítico, a capacidade de enunciar e de resolver problemas, bem como o seu domínio da exposição escrita e oral. São admitidos a provas de avaliação os estudantes inscritos nas respetivas unidades curriculares no ano letivo a que as provas dizem respeito e, simultaneamente, inscritos nessas provas, quando tal inscrição for necessária, nos termos do nº 6 do artigo 4º do Regulamento Pedagógico da Universidade de Coimbra. Entendem-se por elementos de avaliação os seguintes exemplos: Exame escrito ou oral, testes, trabalhos escritos ou práticos, bem como projetos, individuais ou em grupo, que poderão ter de ser defendidos oralmente e a participação nas aulas. A avaliação de cada unidade curricular pode incluir um ou mais dos elementos de avaliação indicados anteriormente. A classificação de cada estudante, para cada unidade curricular, traduz-se num valor inteiro compreendido entre 0 e 20 valores e consideram-se aprovados os estudantes que obtiverem a classificação final mínima de 10 valores. Sempre que a avaliação de uma unidade curricular compreenda mais do que um elemento de avaliação, a nota final é calculada a partir das classificações obtidas em cada elemento de avaliação, através de uma fórmula tornada pública na ficha de unidade curricular, nos termos do nº 2 do artigo 7.º do RPUC.

Objetivos da Aprendizagem e Competências a Desenvolver

Diagnosticar as anomalias da dentadura, das estruturas faciais e das suas condições anátomo-fisiológicas; Detectar a ausência dos dentes naturais e o aparecimento de anomalias funcionais; Formular um plano de tratamento e prever a sua evolução; Avaliar os aspectos psicológicos particulares pertencentes ao exercício da Reabilitação Oral Protética; Tomar medidas interceptivas; Executar tratamento simples e complexos; Utilizar todos os meios à sua disposição para melhorar a sua informação profissional.

Coordenador(es) do Curso

Fernando Alberto Deométrio Rodrigues Alves Guerra
fguerra@ci.uc.pt

Reconhecimento da Aprendizagem Prévia

Aplica-se o disposto no Artigo 45º do Decreto –Lei nº 74/2006, de 24 de Março, com a redacção que lhe foi dada pelo DL nº107/2008, de 25 de Junho

Enquadramento Legal da Qualificação

A qualificação tem enquadramento no Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de Março, alterado e republicado pelo DL n.º 107/2008, de 25 de Junho; Portaria n.º 782/2009, de 23 de Julho

Requisitos para Obtenção da Qualificação

Para a obtenção do curso é necessário aprovação em:
1º ano:
a) Curso Teórico:
• Prótese Removível + Prótese Combinada – 14 ECTS;
• Prótese Fixa + Prótese sobre implantes – 14 ECTS;
• Reabilitação Oclusal – 10 ECTS;
b) Curso Pré-Clínico, Clínico e Seminários – 22 ECTS
2º ano:
• Curso Pré-Clínico, Clínico e Seminários – 60 ECTS

Acesso a um Nível de Estudos Superior

A pós-graduação em Reabilitação Oral Protética não confere grau, mas permite que o estudante tenha acesso a formação de nível superior, nomeadamente a estudos do segundo ciclo (mestrado) e terceiro ciclo (doutoramento)

Plano de Estudos

Reabilitação Oral e Protética

Ano lectivo
2017-2018

Tipo de Curso
Curso Não Conferente de Grau

Código DGES: 3382

Qualificação Atribuída: Diploma/Certificado

Duração: 2 Ano(s)

Créditos ECTS: 120.0


Candidaturas

Avisos de Abertura


Calendário

1º Semestre
Data de início: 04-09-2017
Data de fim: 15-12-2017
2º Semestre
Data de início: 05-02-2018
Data de fim: 30-05-2018