a carregar...

Doutoramento em Materialidades da Literatura

Faculdade de Letras

abrir site outros cursos
Ano lectivo

2016-2017

Código DGES

5815

Tipo de Curso

3º Ciclo - Doutoramento

Qualificação Atribuída

Doutor

Duração

4 Ano(s)

Créditos ECTS

240.0

Propina Anual

1437.0 €

Coordenador(es) do Curso

Manuel José Freitas Portela (mportela@fl.uc.pt)

Coordenador(es) Departamental(ais) ECTS

Stephen Daniel Wilson (uc32568@uc.pt)

Objetivos Gerais do Curso
As mudanças nas tecnologias de comunicação ocorridas nas últimas três décadas alteraram quer os regimes de representação dos media, quer os regimes de representação baseados nos códigos da letra e da escrita. Esta modificação resultou num novo capítulo na teoria crítica sobre as materialidades da comunicação, com reflexos tanto na investigação das formas literárias passadas, como das formas literárias actuais. O objectivo deste programa é desenvolver em Portugal uma área emergente da investigação, centrada na análise das materialidades digitais que caracterizam certas práticas e formas literárias contemporâneas. A análise da materialidade implicará também uma reflexão sobre a mediação tecnológica que acompanha a literatura dos séculos XIX, XX e XXI – fotografia, fonografia, máquina de escrever, cinema, rádio, televisão, vídeo, computador digital e telemóvel.

Objetivos da Aprendizagem e Competências a Desenvolver
Conhecimentos, Capacidades e Competências a Adquirir:
a) reconhecer e compreender de forma sistemática as materialidades da literatura;
b) produzir descrições mais densas e mais ricas do fenómeno literário;
c) adquirir competências, aptidões e métodos de investigação associados ao domínio científico da teoria da literatura, dos estudos culturais, dos estudos interartes, das «Digital Humanities» e de outros domínios emergentes;
d) capacidade para conceber, projectar, adaptar e realizar uma investigação significativa respeitando as exigências impostas pelos padrões de qualidade e integridade académicas;
e) capacidade de produzir investigação que mereça a divulgação nacional ou internacional em publicações arbitradas;
f) capacidade de analisar criticamente, avaliar e sintetizar ideias novas e complexas;
g) capacidade de comunicar com os seus pares, a restante comunidade académica e a sociedade em geral sobre a área de especialização;
h) capacidade de promover, em contexto académico ou profissional, o progresso tecnológico, social ou cultural.

Regime de Estudo
Regime diurno a tempo integral, com presença obrigatória em 75% das aulas leccionadas.
Acesso a um Nível de Estudos Superior
Pós-doutoramento.
Condições de Acesso e Ingresso

1 - Podem candidatar-se ao acesso ao ciclo de estudos conducente ao grau de doutor:
a) Os titulares do grau de mestre, ou seu equivalente legal;
b) Os titulares de grau de licenciado, detentores de um currículo escolar ou científico especialmente relevante que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pelo Conselho Científico da Faculdade de Letras;
c) Os detentores de um currículo escolar, científico ou profissional que seja reconhecido como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos pelo Conselho Científico da Faculdade de Letras.
2 - O reconhecimento referido nas alíneas b) e c) do número anterior apenas permite o acesso ao ciclo de estudos conducente ao grau de doutor, não conferindo ao seu titular a equivalência ao grau de licenciado ou mestre, ou ao seu reconhecimento.
3 - É também requisito o domínio da língua inglesa num nível equivalente ao nível B2 do Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas.

A informação disponibilizada não dispensa a consulta do Aviso de Abertura disponível nesta página.

Reconhecimento da Aprendizagem Prévia
A avaliar mediante pedido.
Enquadramento Legal da Qualificação
A qualificação tem enquadramento no Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de março, alterado e republicado pelo DL n.º 107/2008, de 25 de junho; Portaria n.º 782/2009, de 23 de julho.
Saídas Profissionais
Ensino Superior;
Sector das Artes e da Cultura;
Indústrias Criativas.
Regras de Avaliação e Classificação
Sendo a avaliação uma atividade pedagógica indissociável do ensino, destina-se a apurar as competências e os conhecimentos adquiridos pelos estudantes, o seu espírito crítico, a capacidade de enunciar e de resolver problemas, bem como o seu domínio da exposição escrita e oral. São admitidos a provas de avaliação os estudantes inscritos nas respetivas unidades curriculares no ano letivo a que as provas dizem respeito e, simultaneamente, inscritos nessas provas, quando tal inscrição for necessária, nos termos do nº 6 do artigo 4º do Regulamento Pedagógico da Universidade de Coimbra. Entendem-se por elementos de avaliação os seguintes exemplos: Exame escrito ou oral, testes, trabalhos escritos ou práticos, bem como projetos, individuais ou em grupo, que poderão ter de ser defendidos oralmente e a participação nas aulas. A avaliação de cada unidade curricular pode incluir um ou mais dos elementos de avaliação indicados anteriormente. A classificação de cada estudante, para cada unidade curricular, traduz-se num valor inteiro compreendido entre 0 e 20 valores e consideram-se aprovados os estudantes que obtiverem a classificação final mínima de 10 valores. Sempre que a avaliação de uma unidade curricular compreenda mais do que um elemento de avaliação, a nota final é calculada a partir das classificações obtidas em cada elemento de avaliação, através de uma fórmula tornada pública na ficha de unidade curricular, nos termos do nº 2 do artigo 7.º do RPUC.
Requisitos para Obtenção da Qualificação

Tese de doutoramento.

Plano de Estudos
Avisos de Abertura
Calendário
1º Semestre
Data de início: 12-09-2016
Data de fim: 22-12-2016
2º Semestre
Data de início: 06-02-2017
Data de fim: 31-05-2017
Acreditações
- A3ES
Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior
Período(s)
  • 2010-06-09
R/A-Cr 52/2010 - DGES
Direcção Geral de Ensino Superior
Período(s)
  • 2010-07-14