a carregar...

Doutoramento em Biologia Experimental e Biomedicina

Instituto de Investigação Interdisciplinar

abrir site outros cursos
Ano lectivo

2017-2018

Código DGES

5812

Tipo de Curso

3º Ciclo - Doutoramento

Qualificação Atribuída

Doutor

Duração

8 Semestre(s)

Créditos ECTS

240.0

Propina Anual

2750.0 €

Coordenador(es) do Curso

João Ramalho de Sousa Santos (jramalho@ci.uc.pt)

Objetivos Gerais do Curso
A Biologia, e nomeadamente a sua componente interdisciplinar e translacional, é uma Ciência fundamental do Século XXI. Todos os indicadores apontam para um acentuar desta tendência nas próximas décadas. É nesta perspectiva integrada que se entende a Biologia Experimental e Biomedicina. Dada a massa crítica e experiência existentes na Universidade de Coimbra (incluindo Faculdades de Farmácia, Medicina e Ciências e Tecnologia, bem como Centros de Investigação e Hospitais) é fundamental apostar forte nessa área, enquanto fulcro de excelência.A formação avançada em Ciência deve envolver investigadores com vários tipos de experiências e abordagens e ter um modelo flexível. Informações mais detalhadas poderão ser consultadas em http://beb.cnbc.pt/about.asp.
Objetivos da Aprendizagem e Competências a Desenvolver
O Programa Doutoral pretende contribuir para formar uma nova geração de profissionais internacionalmente competitivos em investigação básica de ponta, e nos modos como esta pode conduzir a mais eficazes ferramentas de diagnóstico, a novas aplicações biotecnológicas, ou a modelos terapêuticos pré-clínicos relevantes. A sua formação será multi a transdisciplinar, permitindo garantir competências alargadas e estabelecer redes de contacto, factores potenciadores de inovação. Estes novos doutorandos serão formados e avaliados de acordo com critérios estritos de qualidade internacional e, como consequência, terão empregabilidade num espaço alargado que inclui Instituições Académicas, Institutos de Investigação, agências de carácter governamental, Unidades Clínico-Hospitalares ou Empresas Farmacêuticas e de Biotecnologia, entre outros. Poderão ainda criar as suas próprias oportunidades de emprego numa área que se prevê ser exponencial e competitiva num espaço global.
Regime de Estudo
Tempo Integral em Regima Presencial
Acesso a um Nível de Estudos Superior
Possibilidade de realização de estudos de pós-doutoramento
Condições de Acesso e Ingresso

1. Podem candidatar-se ao ingresso no Programa Doutoral em Biologia Experimental e Biomedicina:
a) Detentores de um Mestrado (ou Licenciatura Pré-Bolonha) em Biologia, Bioquímica, Medicina, Farmácia, Biotecnologia, Genética ou outra área científica;
b) Os titulares do grau de licenciado, detentores de um currículo escolar ou científico especialmente relevante que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pelo Conselho Científico do Instituto de Investigação Interdisciplinar;
c) Os detentores de um currículo escolar, científico ou profissional que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pelo Conselho Científico do Instituto de Investigação Interdisciplinar;
2 - O reconhecimento a que se referem as alíneas b) e c) do n.º 1 tem como efeito apenas o acesso ao ciclo de estudos conducente ao grau de doutor e não confere ao seu titular a equivalência ao grau de licenciado ou mestre, ou o seu reconhecimento.

A informação disponibilizada não dispensa a consulta do Aviso de Abertura disponível nesta página.

Reconhecimento da Aprendizagem Prévia
Não Aplicável
Enquadramento Legal da Qualificação
A qualificação tem enquadramento no Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de Março, alterado e republicado pelo DL n.º 107/2008, de 25 de Junho; Portaria n.º 782/2009, de 23 de Julho.
Saídas Profissionais
Investigadores, Professores e Técnicos Superiores em várias áreas relacionadas com Ciência, Saúde e Biotecnologia
Regras de Avaliação e Classificação
Sendo a avaliação uma atividade pedagógica indissociável do ensino, destina-se a apurar as competências e os conhecimentos adquiridos pelos estudantes, o seu espírito crítico, a capacidade de enunciar e de resolver problemas, bem como o seu domínio da exposição escrita e oral. São admitidos a provas de avaliação os estudantes inscritos nas respetivas unidades curriculares no ano letivo a que as provas dizem respeito e, simultaneamente, inscritos nessas provas, quando tal inscrição for necessária, nos termos do nº 6 do artigo 4º do Regulamento Pedagógico da Universidade de Coimbra. Entendem-se por elementos de avaliação os seguintes exemplos: Exame escrito ou oral, testes, trabalhos escritos ou práticos, bem como projetos, individuais ou em grupo, que poderão ter de ser defendidos oralmente e a participação nas aulas. A avaliação de cada unidade curricular pode incluir um ou mais dos elementos de avaliação indicados anteriormente. A classificação de cada estudante, para cada unidade curricular, traduz-se num valor inteiro compreendido entre 0 e 20 valores e consideram-se aprovados os estudantes que obtiverem a classificação final mínima de 10 valores. Sempre que a avaliação de uma unidade curricular compreenda mais do que um elemento de avaliação, a nota final é calculada a partir das classificações obtidas em cada elemento de avaliação, através de uma fórmula tornada pública na ficha de unidade curricular, nos termos do nº 2 do artigo 7.º do RPUC.
Requisitos para Obtenção da Qualificação

Trabalho científico original e CV de qualidade com artigos científicos publicados

Plano de Estudos
Tronco comum
Áreas de especialização
Avisos de Abertura
Calendário
1º Semestre
Data de início: 11-09-2017
Data de fim: 21-12-2017
2º Semestre
Data de início: 05-02-2018
Data de fim: 30-05-2018
Acreditações
- A3ES
Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior
Período(s)
  • 2016-12-29 a 2022-12-28
R/A-Cr 137/2010/AL01 - DGES
Direcção Geral de Ensino Superior
Período(s)
  • 2017-08-04