a carregar...

Mestrado em Literatura de Língua Portuguesa: Investigação e Ensino

Faculdade de Letras

abrir site outros cursos
Ano lectivo

2017-2018

Código DGES

M639

Tipo de Curso

2º Ciclo - Mestrado de Continuidade

Qualificação Atribuída

Mestre

Duração

2 Ano(s)

Créditos ECTS

120.0

Categoria

Mestrado de Continuidade

Coordenador(es) do Curso

Maria Rosário Prata Ferreira Santos (rosarioferreira.alunos@gmail.com)

Coordenador(es) Departamental(ais) ECTS

Ana Paula Oliveira Loureiro (uc35697@uc.pt)

Objetivos Gerais do Curso
O Curso constitui, em primeiro lugar, uma forma direta (i) de aprofundar o conhecimento e a investigação na área dos Estudos Literários, especialmente nos domínios da Literatura de Língua Portuguesa, e (ii) de contribuir para
renovar as práticas científico-pedagógicas no âmbito da lecionação de conteúdos literários nas disciplinas das áreas de Português. Espera-se, por outro lado, que dê origem à constituição de núcleos de pesquisa sistemática integrados em unidades de I&D, envolvendo professores de diferentes graus de ensino e agentes de outros domínios profissionais.
Por forma a cumprir estes objetivos gerais, o Curso encontra-se dividido em duas partes, a cumprir em dois anos letivos: no 1.º ano, uma parte curricular composta por seis seminários (6 x 10 ECTS = 60 ECTS), com a duração de dois semestres; no 2.º ano, um seminário de orientação (15 ECTS) e a elaboração/redação de uma dissertação de Mestrado (45 ECTS). No final do Curso o estudante terá obtido os 120 ECTS.
Objetivos da Aprendizagem e Competências a Desenvolver
Pretende-se que no fim do ciclo de estudos os estudantes:
a) dominem, com solidez, espírito crítico e autonomia, os elementos centrais do âmbito da investigação e ensino da Literatura de Língua Portuguesa, com incidência nas práticas do ultimo século e meio;
b) conheçam a realidade do ensino da Literatura, tanto na sua vertente histórica como na sua realidade atual, e dominem os pressupostos sociológicos que por vezes condicionam a presença dos conteúdos literários nos programas escolares;
c) acompanhem os grandes debates que marcam a investigação e o ensino das literaturas nacionais e das Humanidades em geral;
d) produzam pensamento próprio e fundamentado sobre as matérias em causa e outras que de modo inovador venham a surgir, de modo a poderem intervir na esfera pública.
Regime de Estudo
O Curso é ministrado em horário diurno.
Acesso a um Nível de Estudos Superior
Doutoramento.
Condições de Acesso e Ingresso

Podem candidatar-se a este ciclo de estudos conducente ao grau de mestre, nos termos do n.º 1 do artigo 17.º do decreto-lei nº115/2013:
a) titulares do grau de licenciado na área de Línguas e Literaturas, com uma componente de Português, ou seu equivalente legal;
b) titulares do grau de licenciado em outras áreas ou seu equivalente legal;
c) titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1.º ciclo de estudos, organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este Processo;
d) titulares de grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado;
e) detentores de um currículo escolar, científico ou profissional que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos.

A informação disponibilizada não dispensa a consulta do Aviso de Abertura disponível nesta página.

Reconhecimento da Aprendizagem Prévia
A avaliar mediante pedido.
Enquadramento Legal da Qualificação
A qualificação tem enquadramento no Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de março, alterado e republicado pelo Decreto-Lei n.º 107/2008, de 25 de junho, e pela Portaria n.º 782/2009, de 23 de julho.
Saídas Profissionais
Investigador
Coordenador de Edição
Publicação de textos
Administração
Quadro Superior da Administração Pública
Profissional de Relações Públicas
Regras de Avaliação e Classificação
Sendo a avaliação uma atividade pedagógica indissociável do ensino, destina-se a apurar as competências e os conhecimentos adquiridos pelos estudantes, o seu espírito crítico, a capacidade de enunciar e de resolver problemas, bem como o seu domínio da exposição escrita e oral. São admitidos a provas de avaliação os estudantes inscritos nas respetivas unidades curriculares no ano letivo a que as provas dizem respeito e, simultaneamente, inscritos nessas provas, quando tal inscrição for necessária, nos termos do nº 6 do artigo 4º do Regulamento Pedagógico da Universidade de Coimbra. Entendem-se por elementos de avaliação os seguintes exemplos: Exame escrito ou oral, testes, trabalhos escritos ou práticos, bem como projetos, individuais ou em grupo, que poderão ter de ser defendidos oralmente e a participação nas aulas. A avaliação de cada unidade curricular pode incluir um ou mais dos elementos de avaliação indicados anteriormente. A classificação de cada estudante, para cada unidade curricular, traduz-se num valor inteiro compreendido entre 0 e 20 valores e consideram-se aprovados os estudantes que obtiverem a classificação final mínima de 10 valores. Sempre que a avaliação de uma unidade curricular compreenda mais do que um elemento de avaliação, a nota final é calculada a partir das classificações obtidas em cada elemento de avaliação, através de uma fórmula tornada pública na ficha de unidade curricular, nos termos do nº 2 do artigo 7.º do RPUC.
Requisitos para Obtenção da Qualificação

Elaboração e defesa pública de uma dissertação.

Plano de Estudos
Avisos de Abertura
Calendário
1º Semestre
Data de início: 11-09-2017
Data de fim: 21-12-2017
2º Semestre
Data de início: 05-02-2018
Data de fim: 30-05-2018
Acreditações
- A3ES
Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior
Período(s)
  • 2017-01-02 a 2023-01-01
R/A-Ef 1665/2011 - DGES
Direcção Geral de Ensino Superior
Período(s)
  • 2011-03-18