a carregar...

Mestrado em Tradução

Faculdade de Letras

abrir site outros cursos
Ano lectivo

2017-2018

Código DGES

6633

Tipo de Curso

2º Ciclo - Mestrado de Especialização Avançada

Qualificação Atribuída

Mestre

Duração

2 Ano(s)

Créditos ECTS

120.0

Categoria

Mestrado de Especialização Avançada

Coordenador(es) do Curso

Cornelia Elisabeth Plag (cornelia.plag@fl.uc.pt)

Coordenador(es) Departamental(ais) ECTS

Cornelia Elisabeth Plag (cornelia.plag@fl.uc.pt)

Objetivos Gerais do Curso
É indiscutível a necessidade crescente de profissionais da Tradução especializados em domínios cada vez mais diversificados de matérias e das respectivas linguagens.

O Mestrado em Tradução visa fornecer uma formação especializada que corresponda a essas necessidades da prática profissional numa área de trabalho com uma presença cada vez maior no atual panorama europeu e mundial. Simultaneamente, visa promover a reflexão académica e a investigação sobre o fenómeno tradutivo na sua complexidade.

Este segundo ciclo tem como objetivo central proporcionar conhecimentos científicos especializados, desenvolver competências e familiarizar os futuros tradutores com instrumentos de trabalho nas áreas da Tradução e das Metodologias e Tecnologias que lhe estão associadas, bem como preparar para a investigação autónoma nestes domínios.
Objetivos da Aprendizagem e Competências a Desenvolver
Os objetivos a alcançar traduzem-se na aquisição, por parte dos mestrandos, das seguintes competências:
Excelente capacidade de expressão em Português e na(s) língua(s) estrangeira(s) de trabalho.
Autonomia intelectual para pensar os problemas na sua globalidade e nas suas especificidades
Capacidade de investigação autónoma
Autonomia no tratamento da informação
Capacidade de abordagem sistemática de tarefas
Sólidos conhecimentos, tanto na área da tradução stricto sensu, como na dos saberes culturais e tecnológicos a ela associados
Capacidade de autocrítica
Capacidade de pensar e de criar soluções alternativas
Capacidade de trabalho em equipa
Flexibilidade e facilidade de adaptação a novas situações
Regime de Estudo
O Curso é ministrado em horário diurno
Acesso a um Nível de Estudos Superior
Doutoramento.
Condições de Acesso e Ingresso

1 - Podem candidatar-se ao acesso ao ciclo de estudos conducente ao grau de mestre:
a) Titulares do grau de licenciado ou equivalente legal, independentemente da sua área científica;
b) Titulares de um grau académico superior resultante de um 1º ciclo de estudos compatível com os princípios do Processo de Bolonha, conferido por um Estado aderente ao mesmo;
c) Titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objectivos do grau de licenciado pelo Conselho Científico da Faculdade de Letras;
d) Detentores de um curriculum escolar, científico ou profissional ao qual o Conselho Científico da Faculdade de Letras reconheça capacidades para a realização deste ciclo de estudos.
2 - O reconhecimento a que se referem as alíneas b) a d) do n.º 1 tem como efeito apenas o acesso ao ciclo de estudos conducente ao grau de mestre e não confere ao seu titular a equivalência ao grau de licenciado ou o reconhecimento desse grau.

A informação disponibilizada não dispensa a consulta do Aviso de Abertura disponível nesta página.

Reconhecimento da Aprendizagem Prévia
Mediante pedido, reconhecem-se créditos obtidos em cursos do mesmo nível, respeitando as áreas científicas. Aplicam-se ainda as disposições do despacho reitoral 137/2011.
Enquadramento Legal da Qualificação
A qualificação tem enquadramento no Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de março, alterado e republicado pelo DL n.º 107/2008, de 25 de junho; Portaria n.º 782/2009, de 23 de julho..
Saídas Profissionais
O curso de Mestrado dará acesso à profissão de tradutor/a, não regulamentada em Portugal, mas cujo exercício exige, por parte das entidades empregadoras, habilitações específicas de nível superior.
Facilitará também o acesso a actividades como revisão, interpretação e outras áreas relacionadas com a mediação linguístico-cultural.
Regras de Avaliação e Classificação
Sendo a avaliação uma atividade pedagógica indissociável do ensino, destina-se a apurar as competências e os conhecimentos adquiridos pelos estudantes, o seu espírito crítico, a capacidade de enunciar e de resolver problemas, bem como o seu domínio da exposição escrita e oral. São admitidos a provas de avaliação os estudantes inscritos nas respetivas unidades curriculares no ano letivo a que as provas dizem respeito e, simultaneamente, inscritos nessas provas, quando tal inscrição for necessária, nos termos do nº 6 do artigo 4º do Regulamento Pedagógico da Universidade de Coimbra. Entendem-se por elementos de avaliação os seguintes exemplos: Exame escrito ou oral, testes, trabalhos escritos ou práticos, bem como projetos, individuais ou em grupo, que poderão ter de ser defendidos oralmente e a participação nas aulas. A avaliação de cada unidade curricular pode incluir um ou mais dos elementos de avaliação indicados anteriormente. A classificação de cada estudante, para cada unidade curricular, traduz-se num valor inteiro compreendido entre 0 e 20 valores e consideram-se aprovados os estudantes que obtiverem a classificação final mínima de 10 valores. Sempre que a avaliação de uma unidade curricular compreenda mais do que um elemento de avaliação, a nota final é calculada a partir das classificações obtidas em cada elemento de avaliação, através de uma fórmula tornada pública na ficha de unidade curricular, nos termos do nº 2 do artigo 7.º do RPUC.
Requisitos para Obtenção da Qualificação

A obtenção do grau implica a aprovação em todas as unidades curriculares, incluindo a defesa pública do trabalho final (dissertação, projecto de tradução ou relatório de estágio).