a carregar...

Mestrado em Biotecnologia Farmacêutica

Faculdade de Farmácia

abrir site outros cursos
Ano lectivo

2017-2018

Código DGES

6273

Tipo de Curso

2º Ciclo - Mestrado de Especialização Avançada

Qualificação Atribuída

Mestre

Duração

4 Semestre(s)

Créditos ECTS

120.0

Categoria

Mestrado de Especialização Avançada

Coordenador(es) do Curso

Luís Fernando Morgado Pereira Almeida (uc35201@uc.pt)

Coordenador(es) Departamental(ais) ECTS

Angelina Lopes Simões Pena (angelina.pena@ci.uc.pt)

António José Ribeiro (aribeiro@ff.uc.pt)

Objetivos Gerais do Curso
Este curso tem como objetivo formar profissionais com competências para a aprendizagem, integração e aplicação de conhecimentos em áreas emergentes da Biotecnologia Molecular, nomeadamente na sua vertente aplicada ao
medicamento e à saúde humana. Visa ainda estimular a inovação farmacêutica, conjugando conhecimentos teóricos e experiência prática no âmbito das metodologias mais atuais na área da Biotecnologia Farmacêutica, preparar profissionais científica e tecnicamente qualificados, com vista a uma prestação farmacêutica de qualidade com valor acrescentado através do desenvolvimento de produtos e processos inovadores, fornecer uma formação especializada no sector farmacêutico quer na fase pós-graduada quer na atualização de quadros técnicos
empresariais, bem como abrir perspetivas de integração profissional em grupos de investigação e desenvolvimento nesta área, bem como em empresas de serviços e consultadoria sobre investigação e desenvolvimento de novos produtos biotecnológicos.
Objetivos da Aprendizagem e Competências a Desenvolver
O ciclo de estudos visa formar Mestres em Biotecnologia Farmacêutica, no quadro instituído pelo Despacho n.º 16 470-F/2007. O ciclo de estudos visa a formação dos fundamentos associados aos mecanismos moleculares e celulares de doença e sua relação com as correspondentes estratégias terapêuticas e de diagnóstico de base biotecnológica e de como este conhecimento, fundamental e aplicado, leva à criação de valor económico.
A formação é organizada tendo em conta que a Biotecnologia Farmacêutica assume um papel cada vez mais preponderante na vida dos cidadãos invadindo o nosso quotidiano. Nesta perspectiva, o seu estudo torna-se fundamental aos cidadãos e, em particular, aos futuros profissionais na área das Ciências da Saúde. O
conhecimento de conceitos como os que constam do conteúdo programático das várias unidades curricular, e suas aplicações, assim como o desenvolvimento de hábitos mentais envolvidos no trabalho investigativo em Biotecnologia Farmacêutica, são fundamentais para o desenvolvimento da cultura científica dos futuros profissionais e contribuem para o seu desenvolvimento enquanto cidadãos capazes de se envolverem em tomada de decisões informadas. Sem isso, não serão eles próprios capazes de promover o desenvolvimento das organizações profissionais onde se venham a integrar.
Tendo em conta o acentuado caráter de investigação (fundamental e aplicado) do curso, a prática de ensino supervisionada é uma componente estruturante de todo o curso, sendo através desta componente que a maioria dos objetivos do curso é operacionalizada e medido o seu grau de cumprimento.
Assim, e em síntese, pretende-se que, no final deste 2º ciclo de estudos, os Mestres em Biotecnologia Farmacêutica sejam capazes de:
1) Realizar investigação fundamental e aplicada na área biomédica;
2) Desempenhar funções de relevo: no desenvolvimento, produção e controlo de medicamentos biotecnológicos;
na área regulamentar de medicamentos de tecnologia avançada e de biotecnologia; no armazenamento, dispensa e utilização na prática clínica de produtos biotecnológicos e na implementação de novas estratégias terapêuticas; na
selecção, utilização e avaliação de novos métodos de diagnóstico molecular; na monitorização de ensaios clínicos de novos medicamentos e/ou estratégias terapêuticas resultantes de tecnologias avançadas.
Regime de Estudo
O Curso é ministrado a tempo integral ou parcial, em regime presencial e horário diúrno
Acesso a um Nível de Estudos Superior
O grau de Mestre em Biotecnologia Farmacêutica, será alcançado quando o estudante obtiver 120 ECTS, duração do curso é de 2 anos.
Depois da obtenção do grau de Mestre é possível avançar para o 3º ciclo de estudos (Doutoramento).
Condições de Acesso e Ingresso

Podem candidatar-se ao acesso ao ciclo de estudos conducente ao grau de mestre:
a) Titulares do grau de licenciado ou equivalente legal;
b) Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este Processo;
c) Titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objectivos do
grau de licenciado pelo órgão científico estatutariamente competente do estabelecimento de ensino superior onde pretendem ser admitidos;
d) Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos pelo órgão científico estatutariamente competente do estabelecimento de ensino superior onde pretendem ser admitidos.

A informação disponibilizada não dispensa a consulta do Aviso de Abertura disponível nesta página.

Reconhecimento da Aprendizagem Prévia
Aplica-se o disposto no Artigo 45º do Decreto – Lei nº 74/2006, de 24 de Março, com a redacção que lhe foi dada pelo DL nº107/2008, de 25 de Junho.
Enquadramento Legal da Qualificação
A qualificação tem enquadramento no Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de Março, alterado e republicado pelo DL n.º 107/2008, de 25 de Junho; Portaria n.º 782/2009, de 23 de Julho.
Saídas Profissionais
O curso de Mestrado em Biotecnologia Farmacêutica tem como objectivo formar profissionais com competências para aprendizagem, integração e aplicação de conhecimentos em áreas emergentes da Biotecnologia Molecular, nomeadamente na sua vertente aplicada ao medicamento e à saúde humana. Pretende-se que no final deste 2º ciclo, os Mestres em Biotecnologia Farmacêuticas sejam capazes de:
1) Realizar investigação fundamental e aplicada na área biomédica;
2) Desempenhar funções de relevo: no desenvolvimento, produção e controlo de medicamentos biotecnológicos; na área regulamentar de medicamentos de tecnologia avançada e de biotecnologia; no armazenamento, dispensa e utilização na prática clínica de produtos biotecnológicos e na implementação de novas estratégias terapêuticas; na selecção, utilização e avaliação de novos métodos de diagnóstico molecular; na monitorização de ensaios clínicos de novos medicamentos e/ou estratégias terapêuticas resultantes de tecnologias avançadas.
.

Regras de Avaliação e Classificação
Sendo a avaliação uma atividade pedagógica indissociável do ensino, destina-se a apurar as competências e os conhecimentos adquiridos pelos estudantes, o seu espírito crítico, a capacidade de enunciar e de resolver problemas, bem como o seu domínio da exposição escrita e oral. São admitidos a provas de avaliação os estudantes inscritos nas respetivas unidades curriculares no ano letivo a que as provas dizem respeito e, simultaneamente, inscritos nessas provas, quando tal inscrição for necessária, nos termos do nº 6 do artigo 4º do Regulamento Pedagógico da Universidade de Coimbra. Entendem-se por elementos de avaliação os seguintes exemplos: Exame escrito ou oral, testes, trabalhos escritos ou práticos, bem como projetos, individuais ou em grupo, que poderão ter de ser defendidos oralmente e a participação nas aulas. A avaliação de cada unidade curricular pode incluir um ou mais dos elementos de avaliação indicados anteriormente. A classificação de cada estudante, para cada unidade curricular, traduz-se num valor inteiro compreendido entre 0 e 20 valores e consideram-se aprovados os estudantes que obtiverem a classificação final mínima de 10 valores. Sempre que a avaliação de uma unidade curricular compreenda mais do que um elemento de avaliação, a nota final é calculada a partir das classificações obtidas em cada elemento de avaliação, através de uma fórmula tornada pública na ficha de unidade curricular, nos termos do nº 2 do artigo 7.º do RPUC.
Requisitos para Obtenção da Qualificação

Para conclusão do ciclo de estudos o estudante deverá realizar um projecto/dissertação com 60 ECTS, sendo o número de créditos, segundo o sistema europeu de transferência de créditos, necessário à obtenção do grau ou diploma -120 ECTS, duração normal do curso - 4 semestres.

Plano de Estudos
Avisos de Abertura
Calendário
1º Semestre
Data de início: 11-09-2017
Data de fim: 21-12-2017
2º Semestre
Data de início: 05-02-2018
Data de fim: 30-05-2018
Acreditações
- A3ES
Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior
Período(s)
  • 2011-12-12
R/A-Ef 1624/2011 - DGES
Direcção Geral de Ensino Superior
Período(s)
  • 2011-03-18