Mestrado em Avaliação de Tecnologias de Saúde e Acesso de Medicamentos ao Mercado

Objetivos do Curso

O objetivo do curso enquadra-se na existência uma nova fase de avaliação das tecnologias de saúde que após a autorização de introdução no mercado (no caso dos medicamentos qualidade, segurança e eficácia) são também avaliadas a efetividade, as relações custo-efetividade e impacto orçamental. Esta avaliação é crítica para o acesso ao mercado uma vez que dela depende o preço e o financiamento pelos terceiros pagadores. Este processo requer formação diferenciada em diversas áreas do conhecimento técnico-científico e regulamentar, num exercício multidisciplinar com finalidades muito precisas. Como consequência, é necessária a formação de quadros com capacidades e competências para tarefas de organização e gestão de processos de avaliação de tecnologias de saúde, na perspetiva dos diversos “stakeholders”: produtores de tecnologias, pagadores, decisores políticos, reguladores, investigadores, instituições prestadoras de cuidados de saúde, clínicos, doentes e associações de doentes.

Condições de Acesso e Ingresso

1. Os titulares do grau de licenciado ou equivalente legal em áreas das Ciências da Saúde;
2. Os titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos dograu de licenciado numa das áreas referidas na alínea anterior pelo Conselho Científico da FFUC;
3. Em casos devidamente justificados, os detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos pelo Conselho Científico da FFUC.

A informação disponibilizada não dispensa a consulta do Aviso de Abertura disponível nesta página.

Saídas Profissionais

Departamentos de acesso ao mercado na indústria farmacêutica, autoridades reguladoras, agência de avaliação de tecnologias de saúde, empresas de contratação de investigação e desenvolvimento clínico e academia.

Regime de Estudo

Pós-laboral, sábados e b-learning.

Língua(s) de Aprendizagem / Avaliação

Português

Regras de Avaliação

A avaliação, enquanto atividade pedagógica indissociável do ensino, destina-se a apurar as competências e os conhecimentos adquiridos pelos/as estudantes, o seu espírito crítico, a capacidade de enunciar e de resolver problemas, e o seu domínio da exposição escrita e oral. São admitidos/as a provas de avaliação os/as estudantes inscritos/as nas respetivas unidades curriculares no ano letivo a que as provas dizem respeito e, simultaneamente, inscritos/as nessas provas quando tal inscrição for necessária. Entendem-se por elementos de avaliação: Exame escrito ou oral, testes, trabalhos escritos ou práticos, projetos individuais ou em grupo, que poderão ter de ser defendidos oralmente, apresentações em aula e participação em palestras, projetos ou outras atividades validadas pelo/a docente responsável pela unidade curricular. A avaliação de cada unidade curricular pode incluir um ou mais dos elementos de avaliação indicados anteriormente. A classificação de cada estudante, para cada unidade curricular, traduz-se num valor inteiro compreendido entre 0 e 20 valores e consideram-se aprovados/as os/as estudantes que obtiverem a classificação final mínima de 10 valores. Sempre que a avaliação de uma unidade curricular compreenda mais do que um elemento de avaliação, a nota final é calculada a partir das classificações obtidas em cada elemento de avaliação, através de uma fórmula tornada pública na ficha anual de unidade curricular, nos termos do RAUC.

Objetivos da Aprendizagem e Competências a Desenvolver

a) Compreender os princípios gerais, as metodologias utilizadas e os propósitos da função avaliação de tecnologias desaúde no contexto dos sistemas de saúde;

b) Perceber e enquadrar a avaliação do valor terapêutico acrescentado na avaliação de tecnologias de saúde e noacesso ao mercado;

c) Perceber e enquadrar a avaliação económica na avaliação de tecnologias de saúde e no acesso ao mercado;

d) Perceber o papel da avaliação de tecnologias de saúde no apoio aos processos de tomada de decisão,nomeadamente política;

e) Perceber e saber delinear estratégias de acesso das tecnologias de saúde ao mercado, bem como os modelos de negociação que lhe estão associados.

Reconhecimento da Aprendizagem Prévia

A Universidade de Coimbra, através das suas unidades orgânicas de ensino, credita formação anterior ou experiência profissional, com vista ao prosseguimento de estudos para obtenção de grau académico ou diploma, de acordo com o regime jurídico definido pelo DL 74/2006, de 24 de março, na sua redação atual.
Esta creditação é concedida ao abrigo do regulamento Académico da Universidade de Coimbra (Parte VIII), publicado como Regulamento n.º 805-A/2020, de 24 de setembro.

Enquadramento Legal da Qualificação

DL n.º 74/2006, de 24 de março, na sua redação atual, e Portaria 782/2009, de 23 de julho.

Requisitos para Obtenção da Qualificação

Obter aprovação em todas as unidades curriculares do plano de estudos, num total de 120 ECTS.

Acesso a um Nível de Estudos Superior

Acesso ao 3.º ciclo de estudos.

Plano de Estudos

Avaliação de Tecnologias de Saúde e Acesso de Medicamentos ao Mercado

Ano lectivo
2022-2023

Tipo de Curso
2º Ciclo - Mestrado de Especialização Avançada

Código DGES: MD93

Qualificação Atribuída: Mestre

Duração: 2 Ano(s)

Créditos ECTS: 120.0

Categoria: Mestrado de Especialização Avançada


Candidaturas

Avisos de Abertura


Acreditações

Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior
2022-07-31 a 2028-07-30
Direcção Geral de Ensino Superior

Nº Registo: R/A -Cr 237/2022

2022-12-02

Documentos

19_2022_Relatório preliminar da Comissão de Avaliação Externa

27_2022_Decisão do Conselho de Administração

17_2022_Guião de acreditação prévia de novo ciclo de estudos

25_2022_Relatório final Comissão de Avaliação Externa